Monthly Archives: novembro 2016

Os perigos do álcool e a visão noturna

alcool-reflexos-visao-noturna

Deterioração da visão em grau mais elevado, além de visão noturna amplamente afetada foram algumas das conclusões reveladas por um recente estudo produzido pela Universidade de Granada (Espanha).

alcool-reflexos-visao-noturna

A pesquisa comprovou de maneira científica que consumir álcool, sobretudo em quantidade abusiva, ou seja, excedendo os limites prescritos pela OMS (Organização Mundial de Saúde), atinge de maneira efetiva a visão noturna dos condutores de veículos, uma vez que a percepção de círculos luminosos (halos) é amplificada.

Além disso, o consumo do álcool provoca diferentes e variadas perturbações da visão, devido a alteração do chamado filme lacrimal, responsável por revestir a superfície ocular.

Etanol é o grande vilão da visão noturna

Devido a presença de uma substância contida no álcool chamada etanol, a formação das imagens na retina é distorcida, daí o motivo pelo qual o álcool é inimigo de quem dirige, sobretudo em períodos noturnos.

Isto ocorre, pois, o etanol consegue atingir a camada externa do filme lacrimal, fazendo com que a parte aquosa da lágrima se evapore rapidamente, acarretando assim nas distorções da visão.

Além do álcool, há outros inimigos da visão noturna

É fato que o álcool acarreta uma série de perigos relacionados à visão noturna, porém, é importante sabermos que ele não está sozinho. Doenças de visão como catarata, por exemplo, também prejudicam motoristas, e merece um cuidado especial neste sentido.

É comum que pessoas acometidas de catarata não tenham o mesmo reflexo que as outras, além de terem a percepção da presença de pedestres, principalmente se estes estiverem com cores escuras de roupas.

Desta forma, a visão noturna é amplamente comprometida e pode resultar em acidentes fatais.

Por isso é imprescindível consultar um médico oftalmologista para diagnosticar o mais breve possível a presença da catarata ou outra doença da visão, bem como evitar o consumo exacerbado do álcool.


Fadiga Visual atinge adultos e crianças – Entenda o que é

fadiga-visual

A tecnologia está presente em praticamente todos os momentos, sobretudo no uso de aparelhos móveis como tablets, smartphones e celulares, seja em momentos de descontração ou profissionais. O problema é que o uso abusivo e constante destes aparelhos acaba contribuindo para a incidência de um fenômeno de saúde ocular denominado fadiga visual.

fadiga-visual

Fadiga visual digital

Chamada de fadiga visual digital, esta problemática é caracterizada pela somatória de alguns sintomas e fatores como:

• Incômodos na região do pescoço;
• Olhos secos;
• Cansaço;
• Dores nos ombros;
• Dores de cabeça;
• Vistas embaçadas, etc.

Tais sintomas surgem devido ao excessivo esforço que se faz durante o longo uso destes dispositivos tecnológicos, sobretudo para ler e enxergar.

70% dos adultos norte-americanos sofrem cansaço visual

O alerta é real, uma vez que de acordo com uma pesquisa efetuada pelo instituto Consumer Eletronics Show, nos Estados Unidos, revelou que apenas 30% dos adultos não sofrem com a fadiga visual. Dos 70% de pessoas que sofrem com este problema, o tempo mínimo que eles informaram passar frente a tela de um computador, tablet e celular foi de 6 horas diariamente, enquanto outros chegam a ficar 10 horas ao dia (cerca de 28% dos entrevistados pelo estudo).

Brasil também tem altos índices

Dados da comScore revelam que no Brasil, a média de tempo online é de 27 horas ao mês, colocando o país no topo da lista em toda a américa latina.
Tal fato justifica o motivo pelo qual, cada vez mais adultos e sobretudo crianças – as mais afetadas- apresentam diagnóstico de cansaço visual.

Dicas para evitar a fadiga visual

É importante piscar quando estiver de frente a tela, ao menos a cada 10 segundos, bem como respeitar uma distância correta da tela, cerca de 20 centímetros, por exemplo. Adotar intervalos no uso, também ajuda a evitar a vermelhidão nos olhos, sintoma clássico da fadiga ocular.
Procurar a orientação de um médico oftalmologista é fundamental nesses casos.


Conheça 10 alimentos que melhoram a visão

alimentos-melhoram-visao

alimentos-melhoram-visao

Alguns estudos apontam que determinados alimentos atuam positivamente no tocante à saúde dos olhos, bem como podem prevenir determinadas doenças oculares, como por exemplo degeneração macular, catarata, glaucoma, e demais problemas relacionados com a visão.

A seguir, listaremos 10 alimentos que estão entre aqueles que, devido sua composição de nutrientes, são considerados bons para a saúde visual.

Peixes
Peixes que contemplem a presença de ômega 3, caso da sardinha, por exemplo, são considerados benéficos para a saúde ocular.

Alho
Por conter quercetina, vitamina C e selênio, o alho é mais um alimento que faz parte do cardápio daqueles que pretender manter a saúde dos olhos em dia.

Sementes de girassol
A exemplo do alho, a semente de girassol também possui selênio em sua composição, revelando assim um alimento eficiente na prevenção da catarata, por exemplo.

Tomate
Licopeno e vitamina C colocam o tomate como um alimento indicado na manutenção e melhoria da visão.

Couve
A couve possui zeaxantina e é rica fonte de vitamina A.

Espinafre
Zeaxantina, luteína e vitamina A são algumas das sustâncias positivas à visão encontradas no espinafre.

Ovos
Um dos alimentos que melhoram a visão mais indicados para a saúde é o ovo, em especial a gema. Além de ter em sua composição elementos como a lecitina e a luteína, possui ainda zinco e cisteína, sendo fonte de vitaminas, tais como A, B12 e D.

Brócolis
Dentre os alimentos que melhoram a visão, não se pode deixar de mencionar o brócolis, fonte de vitamina C e sulforafano.

Cenoura
Alimento de suma importância para a visão, principalmente por ser uma rica fonte de vitamina A.

Abacate
Provavelmente o principal dentre os alimentos que melhoram a visão, temos no abacate a fruta com maior presença de luteína. Atua fortemente na prevenção de degeneração macular e catarata, e ainda conta com o reforço de vitaminas como A, B6, C e E.


Conheça as doenças mais estranhas que podem aparecer nos olhos

doencas-visao

doencas-visao

Há doenças bem comuns no que diz respeito aos olhos, o que desperta cuidados e atenção das pessoas devido a saúde ocular, no entanto, há algumas doenças incomuns, consideradas estranhas e diferentes, que também podem surgir, e que poucas pessoas têm conhecimento. Vejamos algumas a seguir.

Síndrome do olho de gato

Doença do tipo cromossômica, a síndrome do olho de gato é extremamente rara, e pode ocorrer já no nascimento. O nome se deve a semelhança com o olho do bichano, uma vez que nesta situação a íris se estica e a pupila é mais estreita.

A gravidade desta síndrome se dá pelo fato dela atacar não somente a visão, mas também ouvidos, coração, e rins, entre outros órgãos. O tratamento por meio do uso de óculos pode ajudar na melhora da visão.

Herpes ocular

Causada pelo vírus vericela-zoster, a herpes ocular se caracteriza pela presença de uma ferida na região da pálpebra. Pode atingir a córnea e até mesmo na região interna do olho, causando a cegueira temporária.

Heterocromia

Animais como gatos e cavalos comumente possuem a heterocromia, uma situação que se caracteriza pela diferença na cor de um dos olhos. No entanto, tal fato pode ocorrer também em seres humanos.
Esta rara condição não causa problemas de visão, porém, se trata de um caso extremamente raro, que algumas celebridades -caso do cantor David Bowie- foram acometidas.

Estrela no olho

Ao que se sabe, em todo mundo só foi registrado um caso de estrela no olho. No caso, se tratou de uma catarata em forma de estrela.

Policoria

Quase não há casos de policoria no mundo, o que ressalta o quão raro é a incidência desta anormalidade. Ela se configura pela presença de várias pupilas em apenas um olho, localizadas sempre na mesma íris.
Você já ouviu falar destas doenças? Conhece alguma doença rara nos olhos? Conte para nós nos comentários.


6 Dicas para proteger a visão das crianças

6-dicas-visao-criancas

A saúde ocular deve ser incentivada desde a mais tenra idade. Sobretudo em épocas de verão, sol e férias, é comum que alguns pais adquiram óculos de sol para proteger a visão das crianças, no entanto, muitas vezes deixam de lado fatores de segurança como a procedência do produto.

6-dicas-visao-criancas

Pontuamos a seguir, 6 dicas para proteger a visão das crianças e evitar que elas desenvolvam alguma doença ocular oriunda do uso de óculos de má procedência.

1. Verifique se os óculos oferecem 100% de proteção UV
É de extrema importância que os óculos ofereçam 100% de proteção UV. Somente assim a visão da criança é de fato, protegida.

2. Perceba se o ajuste dos óculos no rosto é o ideal
Se os óculos forem muito largos ou muito apertados, certamente a criança sofrerá desconforto no uso do artefato. Portanto, é preciso procurar óculos que se ajustem de maneira harmoniosa e equilibrada ao rosto da criança;

3. Seja paciente
É comum que crianças ofereçam certa resistência quando começam a usar óculos. Sendo assim, procure manter a paciência, pois em breve elas se acostumam e até gostam da novidade.

4. Invista em armações mais seguras
Principalmente para crianças mais ativas, praticantes de esportes e afins, é indicado o uso de armações mais resistentes e presas na região da nuca.

5. Escolha lentes resistentes
É comum que crianças caiam e com isso, acabem arranhando e até mesmo quebrando as lentes dos óculos. Uma forma de se prevenir neste sentido é investir em produtos mais resistentes e duráveis. Lembre-se sempre que o mais importante é a segurança da criança.

6. Uso dos óculos de sol e de grau
Se a criança passou pelo oftalmologista e teve algum problema de visão diagnosticado, resultando então na necessidade do uso de óculos de grau, é importante solicitar ao médico oftalmologista, caso ele não tenha indicado, a receita similar para o uso dos óculos de sol. Ambos são necessários para a saúde visual da criança.


5 Curiosidades das lentes multifocais

5-curiosidades-lentes-multifocais-v3

5-curiosidades-lentes-multifocais-v3

As lentes multifocais estão entre as mais utilizadas, muito embora boa parte do público que apresenta necessidade de se fazer o uso destas lentes apresente certo receio de não se adaptar. Isto se deve talvez ao mito propagado de que as lentes multifocais são de difícil adaptação, o que não é uma verdade absoluta.

Destacamos a seguir, 5 curiosidades acerca das lentes multifocais que irão esclarecer algumas dúvidas a respeito do tema.

  1. Adaptação ao uso das lentes multifocais varia de acordo com cada caso
    Embora seja disseminado que o uso de lentes multifocais é de difícil adaptação, tal fator é variável de acordo com o grau do usuário, modelo/marca da lente escolhida e também da predisposição de cada indivíduo no sentido de se motivar e buscar a adaptação.
  2. É preciso persistência para se adaptar
    Muitas pessoas desistem na primeira tentativa com as lentes multifocais, porém, é preciso insistir e aos poucos, superar os incômodos iniciais e persistir, sempre pensando nos benefícios futuros.
  3. No início, evite algumas atividades
    Algumas pessoas devem evitar desenvolver certas atividades no período de adaptação das lentes multifocais, como manobrar veículos, caminhar por escadas e demais situações similares.
  4. Atente-se ao tamanho da armação
    Altura e tamanho da armação são pontos importantes para a otimização do uso e da adaptação das lentes multifocais. É preciso usar lentes específicas para cada tipo e tamanho de armação.
  5. Movimentos de cabeça são reduzidos com o uso de uma boa lente
    É preciso investir numa boa lente multifocal, principalmente devido aos benefícios que ela possui, que vão desde uma melhor adaptação e indo até mesmo à diminuição dos movimentos de cabeça em favor dos movimentos dos olhos. Desta forma, os óculos se posicionam da melhor maneira na face do usuário.

Uma boa lente multifocal revela também a melhor relação custo e benefício.


Vantagens do óculos de sol ter as lentes polarizadas

Lentes_polarizadas

Lentes_polarizadas

Lentes polarizadas se configuram numa das opções mais modernas do mercado óptico na atualidade, revelando uma série de vantagens e benefícios aos usuários de óculos produzidos com tais lentes.

Além da proteção contra raios nocivos do sol, as lentes polarizadas são apontadas como as mais indicadas às pessoas que buscam além do conforto, segurança. Vejamos a seguir, que fatores colocam as lentes polarizadas como as preferidas de boa parte dos usuários de óculos e as principais vantagens por elas proporcionadas.

Lentes polarizadas: uma série de vantagens para quem usa

Quando nos referimos a força motriz das lentes polarizadas, estamos relacionando a utilização delas à questão da otimização da visão, e a diminuição eficaz que o uso destes óculos proporcionam no que tange os efeitos da luz e do reflexo nos olhos.

Desta forma, as lentes polarizadas agem exercendo a função de filtrar a visão humana dos grandes e impactantes reflexos que são prejudiciais à visão. Diferente dos óculos comuns, quando se utiliza óculos polarizado, há a presença de uma proteção extra através de uma película, resultando assim em um vasto leque de vantagens, cujas principais são:

  • Maior conforto e segurança (sobretudo ao dirigir, por exemplo);
  • Nitidez da visão amplificada;
  • Menos incômodo originário de alta luminosidade;
  • Extraordinário custo e benefício;
  • Proteção contra raios UV;
  • Fim do ofuscamento;
  • Percepção das cores mais real;
  • Qualidade superior de visão;
  • Brilho intenso reduzido, etc.

As lentes polarizadas podem ser utilizadas em variados casos e necessidades, não importa a idade. No entanto, elas são indicadas especialmente para pessoas que exercem funções cujo contexto as exponha mais em situações de vasta claridade e ao ar livre. Atletas e adeptos de determinadas práticas esportivas, bem como pessoas que trabalham ou passa muito tempo dirigindo. São as que mais e beneficiam das vantagens das lentes polarizadas.


Fundação Cafu

Uma parceria de muito orgulho.

Através da parceria com a Braslab, a Optiswiss Brasil cooperou no período de três meses (08/08 a 31/10/2016) com a Fundação Cafu, através do Projeto Visão Solidária.

A Optiswiss, marca mundialmente conhecida, é fabricante de modernas lentes oftálmicas, com uma história que teve início em 1937.

Líder de vendas na Suíça, com o crescimento de mercado, desenvolvimento e domínio de novas tecnologias, a Optiswiss através de negociações e certificações dos processos, concedeu ao laboratório paulista Braslab, a representação e vendas de sua marca no Brasil, sendo o primeiro laboratório homologado a produzir tão sofisticada tecnologia em seu próprio país.

Com portfólio completo, tanto no tocante de tecnologia, mas também materiais, excelente padrão de qualidade de produção, a Optiswiss se engaja constantemente em projetos sociais internacionais, tendo essas ações humanitárias como um de seus principais valores.

Não diferente, a Braslab, tendo o terceiro setor como um de seus pilares de valor interno, tem o prazer de anunciar a Parceria com a “Fundação CAFU“, comemorando assim, seu primeiro ano de muito sucesso na exclusividade de vendas das lentes Optiswiss no Brasil.

O Projeto Visão Solidária consistiu em reverter parte dos lucros obtidos nas vendas das lentes Optiswiss para a Fundação CAFU, entidade sem fins lucrativos que atende brilhantemente através de programas sócio–educativos, cerca de 630 crianças e jovens de baixa renda e mais quase 300 pessoas acima de 18 anos.

Visão Solidária na semana da saúde

Dando sequência a parceira, a Braslab participou da semana da saúde, promovida pela Fundação na semana do dia (07/11 a 11/11), que teve o intuito de ajudar os educandos atendidos pela organização, que receberam um trabalho voluntário diferente a cada dia da semana.

A cooperação da Braslab se deu através do já existente Projeto Visão Solidária. Nos dias 03/11 e 04/11 foi realizado o processo de triagem dos educandos, a fim de entender quais os problemas e necessidades visuais de cada paciente. Nos casos em que foram diagnosticados problemas patológicos ou diabetes, os educandos foram encaminhados à Fundação Dr. Rubem Cunha para que obtenham um diagnóstico mais detalhado e específico de seu problema visual.

Já os educandos que foram diagnosticados com necessidade de correção de grau ou uso de novas lentes, foram orientados a comparecer dia 11/11 para que pudessem receber atendimento especializado pela equipe da Só Lentes, que em parceira neste projeto disponibilizou profissionais da área para o atendimento oftálmico adequado.

Após a realização dos exames e testes, os adultos e idosos puderam escolher suas armações de diversos modelos, fornecidas pela Duster, outra empresa parceira do Projeto Visão Solidária.

A Braslab conseguiu atender mais de 200 adultos e jovens com exames e auxílio no tratamento de problemas visuais. Foram doadas 120 armações e novas lentes aos educandos da Fundação Cafu.

Para nós da Braslab, representantes exclusivos e oficiais da Optiswiss no Brasil, é uma honra contribuir em projetos desta característica.

Importante também ressaltarmos a colaboração de nossos parceiros:
• Só lentes
• Fundação Dr. Rubem Cunha
• Duster
• Braslab

Participe conosco das próximas ações. Engaje-se neste projeto e nos ajude a tornar os sonhos de outras pessoas em realidade!


Vender mais óculos exige conhecimento apurado

vender-mais-oculos-opticas

vender-mais-oculos-opticas

Profissionais inseridos no setor óptico sabem da importância de aprimorar seus conhecimentos e buscar cada vez mais informações no setor, tanto para evoluir na carreira quanto para vender mais óculos e produtos relacionados.

Vender mais óculos, em especial, necessita sobretudo de fatores diferenciais, como elaboração de técnicas e atualização constante e para tanto, é preciso apurar o conhecimento e estudar o mercado, bem como o comportamento dos clientes.

Vender mais óculos: principal saída é atualizar os argumentos

Uma boa referência de estudos e leitura na área comercial, especificamente no tocante a vender mais óculos é o livro “O Segredo para Vender Óculos”, produzido por Luiz Amorim e lançado pela editora Qualittá Edições.

No livro, o escritor chama a atenção a importância da necessidade da aquisição de informações relevantes sobre o cenário óptico e de vendas, para que o vendedor possa se munir com um arsenal inovador de argumentações que levem o cliente a comprar.

Análise precisa

Analisando precisamente o cenário e se questionando a respeito do motivo pelo qual as vendas não aumentam, é possível listar os chamados “pontos fracos” que acarretam no fracasso das vendas. Desta forma, com os motivos que impedem e prejudicam as vendas, bem como os pontos que deixam a desejar no atendimento ao cliente, é possível tecer novas estratégias que farão com que o funcionário da óptica consiga vender mais óculos e gerar mais lucros para a óptica.

Treinamento é fundamental

Reconhecer as necessidades dos clientes, a definição correta de óculos e lentes e indicar o mais correto, oferecendo a solução ideal, são conceitos que devem ser cada vez mais aprimorados em treinamentos específicos para a equipe de vendas de uma óptica.

Merchandising, ambientação e técnicas de venda e também de atendimento pós-venda, são fatores imprescindíveis tanto para vender mais óculos quanto para a fidelização de clientes.


Cuidados com os olhos: Tecnologia é inimiga da saúde ocular de crianças

tecnologia-visao-criancas

Com acesso cada vez mais facilitado a aparelhos tecnológicos, as crianças dão a impressão de nascerem já sabendo manusear diferentes aparelhos eletrônicos. Não é difícil perceber o volume de crianças portando tablets, celulares, smartphones e demais aparelhos.

tecnologia-visao-criancas

Tal fenômeno liga o sinal de alerta aos pais e responsáveis no que diz respeito aos cuidados com os olhos. Expostas desde a mais tenra idade, as crianças se tornam mais vulneráveis a desenvolverem problemas de visão e doenças oculares, por isso, todo o cuidado com os olhos é pouco.

Imunidade é prejudicada

O principal alerta decorrente ao frequente uso de smartphones e similares por crianças se deve ao fato de que, ao usar tais dispositivos, o usuário pisca muito menos. O resultado disso é a não lubrificação dos olhos, o que, por sua vez, acarreta desde a baixa imunidade perante doenças dos olhos, e o surgimento de patologias oculares, tais como a síndrome do olho seco, por exemplo.

A matemática é bem simples e assustadora, dependendo do caso: quanto mais tempo de frente às telas, seja de computadores, smartphones, e monitores em geral, maiores as chances de se desenvolver problemas de visão.

Monitore o tempo de uso de aparelhos tecnológicos por parte das crianças

De acordo com uma recente pesquisa publicada pela American Optometric Association, cerca de 66% das crianças possui o próprio smartphone, tablet e aparelhos similares. É importante que os responsáveis pelas crianças estipulem o tempo e o limite com o qual elas usufruam dos aparelhos tecnológicos. Este é um dos principais cuidados com a visão que os pais poderão tomar pelo bem de suas crianças.

Além disso, levar a criança para fazer exames de vista e passar por uma consulta perante um médico oftalmologista é imprescindível para garantir a visão saudável e o bem-estar dos pequenos.