Monthly Archives: março 2017

Cuidados com os olhos no trabalho

cansaco-trabalho-visao

É muito importante cuidar da saúde ocular e no ambiente de trabalho o cuidado deve ser redobrado. O risco de sofrer um acidente na região dos olhos está presente em todas as profissões, principalmente em profissões que necessitam executar funções com serra ou em solda.

cansaco-trabalho-visao

Segundo dados da Previdência Social, o olho é a quinta parte do corpo humano mais lesionada por acidentes no ambiente de trabalho.

A maior parte das lesões oculares geram prejuízos irreversíveis a visão, pois a estrutura ocular é muito delicada.

Para evitar danos a visão durante o trabalho, confira a seguir os cuidados com os olhos que devem ser seguidos.

Cuidado 1 – Óculos de segurança

A utilização de óculos de segurança é de extrema importância. Os óculos previnem em torno de 90% dos acidentes de trabalho e sem a proteção há o risco de perda permanente da visão.

Cuidado 2 – Fique em alerta quanto a conservação e uso dos óculos de segurança
Prazo de validade

Observe o prazo de validade e certifique-se de que o produto está apto para ser utilizado.

Limpeza

As lentes devem ser limpas com frequência com o auxílio de um lenço próprio, limpo e macio.

Armazenamento

Guarde os óculos em um local apropriado, assim, as lentes não são danificadas.

Modo de segurar o equipamento

Segure os óculos com as duas mãos ao coloca-los ou retirá-los. Isso evita que o equipamento se entorte ou quebre.

Ajustamento

A armação dos óculos deve ficar justa e firme no rosto do profissional.

Profissionais com astigmatismo, hipermetropia ou miopia.

Os óculos de segurança devem ser confeccionados com grau, de acordo com cada tipo de distúrbio ocular, prescrito por uma receita do oftalmologista.

Ambientes de trabalho que exigem a execução do computador

Para o profissional que executa trabalhos em um computador é necessário que faça pausas de 2 horas, com o objetivo de descansar a vista. É importante também que ao utilizar o computador, o profissional pisque duas vezes a cada clique de mouse.

O cansaço visual gera dor de cabeça, visão embaçada e ardência nos olhos, podendo diminuir 20% da capacidade de produção do trabalho.

Mesmo tendo cuidados com os olhos no trabalho é importante sempre consultar um oftalmologista de sua confiança.


Degeneração macular pode ser prevenida por meio da dieta mediterrânea

degeneracao-macular-1

A degeneração macular é uma doença responsável pela perda da visão depois dos 50 anos de idade. A degeneração macular é classificada em dois tipos: exsudativa e não exsudativa.

degeneracao-macular-1

Degeneração macular exsudativa

É a forma mais grave e acontece entre 20 e 30% dos casos. Há formação de uma membrana debaixo da retina, surgindo vasos anômalos que liberam sangue e líquido, assim, a visão fica embaçada e distorcida.

Degeneração macular não exsudativa

É a forma mais comum e acontece entre 70 e 80% dos casos. Há o envelhecimento natural do tecido da retina, reduzindo a visão central.

Pesquisas realizadas em Coimbra (Portugal), mostram que a dieta mediterrânea pode prevenir a degeneração macular.

A dieta é adotada em países como Grécia e Itália. Os alimentos que fazem parte da dieta mediterrânea são principalmente legumes, nozes, frutas, azeite, peixes, cereais e café.

Dieta mediterrânea e degeneração macular: café

A pesquisa comprovou o lado preventivo das vitaminas C, E e betacaroteno e descobriu que a cafeína contém ácido clorogênico, o que evita a degeneração macular.

Dieta mediterrânea e degeneração macular: peixes

Peixes, como por exemplo, bacalhau, atum, sardinha e salmão, são ricos em ômega 3, elemento benéfico à saúde em geral, sobretudo à saúde dos olhos.

Frutas e legumes para a saúde da visão

O consumo diário de saladas e frutas aumenta a ingestão de luteína, minerais, vitaminas e proteínas que traz diversos benefícios para a saúde ocular e geral.

Brócolis, espinafre e couve são alimentos antioxidantes que combatem a catarata, o envelhecimento precoce, olho seco e a degeneração macular.

Vinho tinto e degeneração macular

Consumir uma taça de vinho tinto por dia contribui para uma vida saudável e também evita a degeneração macular, pois contém antioxidante que atua através do polifenol, resveratrol e flavonoides.

Porém, o consumo em excesso do vinho gera hipertensão, obesidade e danos ao fígado.

vinho-tinto-degeneracao-macular

Importante

É necessário diminuir a ingestão de alimentos gordurosos, açúcar, sal, carne vermelha e carboidratos.
Mesmo consumindo os alimentos que compõem a dieta mediterrânea, sempre procure por um médico oftalmologista. Ele é o profissional mais indicado para acompanhar sua saúde visual e tecer diagnósticos precisos.


Luzes LED podem danificar os olhos?

Luzes-LED-cuidados-olhos

As luzes LED e os olhos, ao que parece, não combinam muito bem. Ao menos é o que afirmam uma série de estudos, como um divulgado recentemente pela Universidade Complutense de Madrid, encabeçado pela pesquisadora de assuntos relacionados à visão, Celia Sánchez-Ramos.

Luzes-LED-cuidados-olhos

Apontadas como solução para o gasto excessivo de energia, a tecnologia de luzes de LED, elas poderiam também causar danos visuais, dependendo da intensidade do uso e exposição aos olhos.

Veja mais detalhes sobre este estudo na sequência deste artigo feito para os leitores do blog da Braslab.

Danos na retina em decorrência da exposição à luz

Presente no dia a dia de todas as pessoas, independente de idade ou classe social, a luz de LED emitida em aparelhos eletrônicos, computadores, TVs de LED, games, celulares e afins, atua contra a saúde ocular caso os olhos sejam excessivamente expostos a ela.

Mais precisamente a vilã neste caso seria a luz Azul-Violeta de Alta Energia (LVAE). Em 2014 pesquisadores da França apresentaram um estudo no Congresso da Associação de Pesquisa em Visão e Oftalmologia, demonstrando que a LVAE se trata de uma luz tóxica, capaz de causar danos na retina.

Óculos especiais com filtro: solução?

Em decorrência do uso continuo de aparelhos e tecnologias que emitem a chamada luz tóxica, temos uma movimentação no sentido de buscar barrar os efeitos nocivos da luz de LED.

Embora ainda sem comprovação científica de eficácia, uma das alternativas em estudo atualmente diz respeito ao desenvolvimento de óculos com filtros especiais que seriam capazes de bloquear os raios emitidos pelas luzes.

Enquanto a provável solução não é disponibilizada e comprovada, o ideal é seguir algumas dicas dadas pelos oftalmologistas, como por exemplo, manter uma distância visual segura dos aparelhos que usam estes tipos de luzes (no caso do computador, cerca de 50 ou 60 centímetros distantes dos olhos), fazer pausar a cada hora de uso (smartphone, celulares, notebooks, TVs, games, etc.), e claro, fazer uma espécie de manutenção ocular periodicamente, realizando testes e exames prescritos pelo seu médico oftalmologista.


Lentes multifocais: quais as queixas mais comuns?

Lentes-multifocais-1

Lentes-multifocais-1

As lentes multifocais são úteis para pessoas que necessitam utilizar mais de um par de óculos para a correção de distúrbios oculares. Ou seja, essas lentes se concentram em uma só peça, havendo focos para distâncias curta, média e longa. Pessoas com problemas de miopia e presbiopia (“vista cansada”), por exemplo, fazem uso de lentes multifocais.

Porém, de início, a adaptação em relação a essas lentes pode ser difícil. O que podemos indicar, desde já, é que não desista do uso da lente se tiver alguma dificuldade no começo, elas são comuns, e o normal é que você consiga se adaptar com o passar do tempo.

Confira as principais queixas ao uso desse tipo lente.

Náuseas, tonturas e tropeções

Esse problema ocorre quando o indivíduo faz a visualização de forma incorreta, pelo corredor da lente. Isso pode se agravar principalmente quando a pessoa caminha ou dirige.

Diplopia ou problemas com visão noturna

Alguns têm dificuldade em enxergar no escuro ou acabam tendo dupla visão. Isso ocorre quando as lentes têm o índice de refração bastante alto, são muito planas e não são antirreflexos.

Dificuldade em enxergar para perto ou para longe

Quando o problema está relacionado com o baixo campo visual é porque a distância ao vértice da lente está excessiva e/ou o seu ângulo pantoscópico não está regulado adequadamente as necessidades do indivíduo.

Limitação do campo visual

Em alguns casos há essa ocorrência por erro do profissional da óptica, que acidentalmente altera o valor do cilindro prescrito na receita. É muito importante prestar atenção a esse detalhe.

Apesar de ter desconfortos iniciais, com o passar do tempo a pessoa não terá mais dificuldades para utilizar os óculos com lentes multifocais, pois o cérebro se acostumará com a nova forma de focar os objetos, havendo uma suavização nos movimentos dos olhos, tanto para enxergar de perto, quanto para enxergar de longe.

É necessário ficar atento as orientações do oftalmologista quanto ao uso desse tipo de óculos. Se houver irritação nos olhos, sugere-se o uso de soro fisiológico.

Se os desconfortos citados acima persistirem, consulte um oftalmologista de sua confiança.

Lentes-multifocais-2


Pesquisa revela que um terço das pessoas com diabetes desenvolve dano ocular

diabetes-saude-visao

diabetes-saude-visao

Dados da pesquisa realizada pela Sociedade Brasileira de Retina e Vítreo, apontam que cerca de um terço de pessoas diabéticas desenvolve algum dano ocular.

A porcentagem nacional de pessoas com conscientização sobre a relação entre perda de visão e diabetes é de 50%, enquanto 56% não sabem o que é a retinopatia diabética.

Dano ocular: retinopatia diabética e edema macular encabeçam a lista

A retinopatia diabética é uma doença manifestada pela diabetes nos vasos sanguíneos da retina, dessa forma, os mesmos apresentam vazamentos de sangue ou soro. Assim, conhece-se o edema macular diabético, uma das principais razões de perda intransigente da visão de pessoas em idade ativa.

O edema macular diabético é causado pelo excesso de glicose na corrente sanguínea e o indivíduo que desenvolve essa doença apresenta um quadro de manchas ou falta de foco na visão, sendo assim, ele perde por completo a sua visão em dois anos.

Brasil: diagnóstico tardio é uma triste realidade

No Brasil, 49% de pessoas com diabetes tiveram um diagnóstico tardio e 38% da média nacional não fizeram o exame de fundo de olho, pois os médicos não pediram. Posto isso, é importante que a sociedade questione seu médico. Para evitar doenças de visão é extremamente necessário que o indivíduo faça o controle de níveis glicêmicos e o exame de fundo de olho uma vez por ano, pois a retinopatia diabética não oferece diferença na visão e não costuma exibir sintomas logo de início.

Para evitar danos oculares é sempre recomendável consultar o seu oftalmologista de confiança anualmente e fazer todos os exames solicitados, assim, se for descoberta alguma alteração haverá a possibilidade de tratá-la no início e rapidamente.

É importante frisar que o diagnóstico rápido, bem com o tratamento adequado podem recuperar os danos oculares e impedir o avanço das doenças mencionadas.

16


Atendimento aos clientes da óptica: faça a diferença e encante seu público

atendimento-optica

Além de educação e simpatia, para executar um excelente atendimento ao cliente, é necessário conquistá-lo.

atendimento-optica

Existem técnicas importantes que o dono do local e vendedores devem desenvolver para conquistar a confiança do cliente.

Com os clientes de uma óptica, não é diferente. Cada vez mais vivenciamos um mercado onde não basta atender às expectativas, é preciso superá-las. Veja a seguir, algumas dicas para prestar melhor atendimento ao cliente e encantá-lo.

Atendimento ao cliente da óptica

Transmita objetividade, transparência e segurança ao cliente. Essas virtudes precisam ser colocadas em prática, pois, dessa forma, consegue-se garantir excelentes resultados e uma ótima imagem à empresa.

Além disso, o cliente certamente terá maior confiança no trabalho desenvolvido.

Elegância e postura no atendimento da sua óptica

Converse com o cliente olhando em seus olhos, demonstre atenção às necessidades dele e ofereça soluções às suas dúvidas. Assim, revelará a ele uma postura elegante e adequada e não apenas que se importa em “empurrar” um produto. Deixá-lo sem amparo é um equívoco grotesco.

Seja rápido com soluções de problemas

Quando o cliente passar por algum transtorno na empresa, resolva-o rapidamente. Com essa atitude, o mesmo saberá que pode contar com você mesmo que tenha ocorrido algo de errado e você ganhará credibilidade.

Inove na sua óptica

Reúna ideias para transformar o estabelecimento em um ambiente melhor ao atendimento de seus clientes. Ofereça serviços inovadores, pois isso diferenciará a loja de empresas concorrentes.

Ofereça tratamento VIP aos clientes fiéis

Sabendo que os clientes fiéis são o maior capital da loja, invista em conteúdos personalizados e o antecipe sobre ofertas e lançamentos.

Deixe o cliente à vontade

Há clientes que ficam inibidos diante o vendedor, sendo assim, deixe-o à vontade e o oriente na compra de forma educada.

Evite ações negativas

Evite atitudes como dar ordem ao cliente ou repreendê-lo por algo banal, como por exemplo, dizer “não pode” ou “você deve assinar aqui”. Seja cordial e simpático.


Irritação nos olhos devido ao uso de maquiagem merece atenção

Irritacao-Olhos-Maquiagem

Para mulheres que têm o hábito de utilizar maquiagem todos os dias é bom ficar em alerta. A falta de cuidado com o uso pode causar alergia, irritação nos olhos e outras consequências mais graves.

Irritacao-Olhos-Maquiagem

Base, rímel, lápis e corretivo são itens indispensáveis para muitas mulheres. Porém, o excesso de pintura oferece perigo para a saúde ocular. Coceira, ardência, inflamação nas pálpebras, conjuntivite e até cegueira são os prejuízos causados. Isso ocorre porque os olhos entram em contato direto com substâncias do cosmético.

Para não haver danos à saúde dos olhos é necessário seguir algumas orientações.

Como evitar a irritação nos olhos devido o uso de maquiagem

Alguns procedimentos devem ser realizados para evitar a irritação nos olhos originária do uso inadequado de maquiagens, como por exemplo:

  1. Antes de fazer uso do produto é recomendável verificar no rótulo se foi dermatologicamente testado;
  2. Não é aconselhável utilizar maquiagem vencida. A maquiagem velha contém acúmulo de bactérias prejudiciais a mucosa ocular. Se não houver a indicação de data da validade é bom analisar as mudanças de aparência – textura, cheiro e cor;
  3. Não é indicado compartilhar maquiagens. Esse mal hábito pode transmitir micro-organismos que causam a irritação nos olhos e conjuntivite;
  4. É importante ter bastante cuidado durante a aplicação de lápis de olho, delineador e rímel. Substâncias estranhas colocadas dentro ou próxima do olho podem escorrer para a mucosa, causando traumas nas glândulas palpebrais. O correto é passar o lápis em torno da linha d’água e não dentro, além disso, esse é o cosmético com maior potencial para causar obstrução do canal lacrimal. Se o objeto lesionar a córnea há risco de infecção, baixa visão e cegueira;
  5. Sugere-se retirar toda a maquiagem antes de dormir com o auxílio de um demaquilante hipoalérgico e neutro, específico para a região dos olhos. O amontoamento dos produtos pode entupir o canal lacrimal, provocando contaminações graves e lacrimejamento dos olhos;
  6. Fazer compressas com soro fisiológico gelado ajuda em desconfortos breves.

Mesmo seguindo essas orientações consulte um oftalmologista de sua confiança.


Confira os exercícios físicos que fazem bem para a visão

exercicios-saude-visao

exercicios-saude-visao

Quando se fala em exercícios físicos, logo relacionamos com questões como emagrecimento, academia, universo fitness e boa forma, não é mesmo?

Além de todos estes tópicos citados acima, há outro fator onde a prática de exercícios físicos atua de forma extremamente benéfica: a saúde dos olhos.

De acordo com cientistas da Universidade de Emory, a degeneração macular, uma das principais doenças que acarretam a cegueira, sobretudo em pessoas com faixa etária mais elevada, pode ser prevenida por meio de práticas físicas.

Alimentação equilibrada, aliada a hábitos saudáveis, não ingerir álcool, tampouco tabaco e demais drogas, ajuda o organismo a controlar outro vilão da saúde visual: o diabetes.

Com este estilo de vida atrelado ainda às práticas de exercícios físicos, obtém-se o controle da doença, evitando quadros de edema macular diabético e até mesmo retinopatia diabética.

Ao menos 3 vezes na semana

Há alguns hábitos saudáveis e exercícios físicos que contribuem de forma substancial para a saúde ocular do indivíduo, e que devem ser adotados ao menos 3 vezes durante a rotina semanal.

Dentre as atividades físicas que melhoram a saúde da visão, destacam-se:

  • Pedalar;
  • Caminhada rápida;
  • Hidroginástica/natação;
  • Dança

Inserir diferentes hábitos na rotina também pode ajudar na questão da atividade física. Por exemplo, caminhar alguns minutos até o local de estudo e trabalho, optar em subir e descer escadas, ao invés de sempre utilizar o elevador, entre outros hábitos saudáveis.

Outra atividade física que, se praticada de forma correta, pode ajudar e muito na questão dos olhos é a musculação.

Ainda não há nada de muito concreto, porém, um estudo brasileiro publicado no site da Revista Saúde em 2012, apontava que a musculação, que antes era um tanto quanto temida, segundo os oftalmologistas, devido uma falsa ideia de que ela aumentava a pressão intraocular, na verdade, pode ser muito benéfica.

De acordo com o estudo, os voluntários pesquisados foram submetidos à musculação e apresentaram na verdade, uma diminuição nesta pressão.

Antes de investir na prática física, não deixe de consultar o médico.


Conjuntivite: ambientes com aglomerações favorecem incidência

Conjuntivite-como-prevenir-como-tratar

Conjuntivite-como-prevenir-como-tratar

Em época de baixas temperaturas, algumas doenças são disseminadas com maior facilidade. É o caso da conjuntivite. Ambientes com aglomerações estão dentre os principais fatores de risco para se contaminar com a doença. Ar poluído, piscinas com cloro e produtos de limpeza também contribuem para esse tipo de inflamação.

Como evitar a conjuntivite

A conjuntivite se caracteriza por uma série se sintomas como por exemplo visão turva, coceira, olhos avermelhados, pálpebras inchadas, secreção nos olhos, sensação de areia nos olhos e lacrimejamento dos olhos.

A melhor maneira de prevenir essa doença é através da higiene. Atente-se as dicas abaixo.

  • Não compartilhar toalhas e maquiagens;-Sempre que possível não coçar os olhos após pegar em objetos, utilizar transportes públicos ou particulares;
  • Lavar as mãos com frequência e ter álcool em gel por perto;
  • Durante o período de infecção, ter cuidado redobrado em casa, evitando apertos de mão, abraços e beijos;
  • Evitar locais fechados e aglomerados. Esse é o maior incidente da doença. Ambientes abafados com grande número de pessoas aumenta os riscos de proliferação de doenças, principalmente a conjuntivite;

Tratamento para conjuntivite

Cada tipo de conjuntivite tem um tratamento específico como pode-se notar abaixo:

  • Bacteriana: o tempo de duração dos sintomas é de 10 a 15 dias. O tratamento é feito com o uso de um antibiótico.
  • Alérgica: o tratamento consiste na prescrição de um antialérgico, sendo assim, os sintomas passam em torno de 3 dias, porém o indivíduo precisa ficar longe do que lhe causou a alergia, como poeira, pólen de flor, poluição e produtos de limpeza. Se há demora no tratamento os sintomas passam em torno de 5 a 15 dias.
  • Viral: é necessário utilizar um colírio sintomático. Não existem colírios capazes de matar vírus. Os sintomas costumam passar em torno de uma semana.

Compressas de algodão com soro fisiológico gelado feitas várias vezes, também ajuda no alívio dos sintomas.

É importante não fazer automedicação, como a utilização de qualquer colírio, pois o quadro pode se agravar. Procure a ajuda médica de um oftalmologista para que ele possa analisar os sintomas, identificar o tipo de conjuntivite e prescrever a medicação adequada.