Monthly Archives: julho 2017

Conheça a tecnologia HB Curve para armações curvadas

Oculos-HB-curvado

Você já ouviu falar na tecnologia digita HB Curve para armações curvadas? Sabe quais são os benefícios? Para quais casos são indicados? Confira a seguir!

Oculos-HB-curvado

Tecnologia digital HB Curve para armações curvadas: o que é?

A tecnologia digital HB Curve é uma inovação no mercado óptico, pois ela possibilita um campo visual mais amplo em armações curvadas. Proporcionando liberdade de escolha na armação sem comprometer sua qualidade visual.

As armações curvadas normalmente geram uma visão distorcida, especialmente na parte periférica da armação, devido à graduação. Com essa tecnologia a graduação é trabalhada de ponta a ponta da lente, proporciona maior conforto e estabilidade visual.

Disponibilidade

As lentes HB Curve estão disponíveis nas seguintes linhas:

– Lente HB Lens Personal Curve com medidas personalizadas: Indicado para usuários que necessitem de correção para longe ou perto;

– Lente HB Sharp Curve com tecnologia digital: Indicado para usuários que necessitam de correção para longe, meia distância e perto;

Medidas personalizadas na HB Curve:

Essa tecnologia proporciona melhor desempenho no sentido vertical e maior precisão na superfície interna, garantindo um nível de conforto diferenciado. As medidas personalizadas levam em consideração o ângulo pantoscópico, o ângulo frontal da armação escolhida, à distância vértice e a distância de leitura. Essas medidas são efetuadas pelo óptico após a escolha da armação.

Benefícios

Os benefícios das lentes HB Lens Personal Curve com medidas personalizadas são:

– Precisão visual;

– Conforto visual;

– Fácil adaptação;

Tecnologia digital na HB Curve:

A tecnologia digital possibilita a utilização de armações curvadas devido à adequação das lentes. Além de diminuir o efeito prismático que é indicado para evitar a fadiga ocular, proporcionando maior conforto visual.

Benefício

As lentes HB Curve com tecnologia digital proporcionam ao usuário um design construído de maneira personalizada e diminui o efeito prismático que é essencial para indivíduos que desejam campos de visões mais amplos e estáveis.

Tecnologia HB Curve para armações curvadas: inovação no mercado

A tecnologia HB Curve resulta em um produto diferenciado, pois as lentes são discretas em comparação com a maioria das lentes comuns, resultando em uma estética e conforto visual superior as lentes convencionais.

Lembre-se que em caso de dificuldade visual procure imediatamente a ajuda de um médico oftalmologista.


O que você precisa saber sobre as lentes polarizadas

Lentes-Polarizadas

Os óculos com lentes polarizadas eram utilizados por velejadores e pescadores, pois, dessa forma, era possível reduzir o brilho refletido da água.

Lentes-Polarizadas

Atualmente, pessoas que praticam esportes ao ar livre, viajantes e motoristas também descobriram a vantagem de utilizar esse tipo de óculos, o que aumentou o interesse pelas lentes polarizadas.

A seguir, confira tudo sobre as lentes polarizadas, o que é; quando utilizar; benefícios; entre outras dúvidas.

Lentes polarizadas: o que é?

A lente polarizada possui um invólucro químico que agrupa algumas moléculas alinhadas horizontalmente, assim, é possível criar frestas para a passagem da luz. Desse modo, suprime as luzes refletidas e proporciona maior conforto visual, pois os olhos conseguem ter a percepção verdadeira das cores sem excesso de brilho.

Lentes polarizadas: quando utilizar?

Os óculos com lentes polarizadas são essenciais para:

– Dirigir;

– Sair em dias ensolarados;

– Viajar;

– Praticar esportes radicais como: trilhas, escalada, skate e montanhismo;

– Pós-cirúrgico de operação da catarata;

– Praticar esportes ao ar livre como: corrida, ciclismo, pesca, golfe, velejar e esportes aquáticos.

Lentes polarizadas: como funciona?

A lente polarizada reflete a luz de maneira horizontal, dessa forma, a mesma não se espalha por todas as direções, não havendo excesso de luz – o que pode gerar ofuscamento e prejudicar a visão.

Lentes polarizadas: benefícios

Ao adquirir os óculos com lentes polarizadas é possível obter benefícios como:

– Correção visual;

– Melhor percepção das cores;

– Proteção contra o brilho intenso;

– Melhor contraste visual;

– Aumento da clareza visual;

– Eliminação de quase 100% do brilho;

– Diminuição da fadiga visual em dias ensolarados;

– Melhor conforto visual;

Lentes polarizadas: quando não se deve utilizar

As lentes polarizadas não podem ser utilizadas nas seguintes situações:

– Visualizar imagens por tela de LCD, como TV, celulares e aparelhos de GPS;

– Esqui;

– Estradas com gelo (o gelo transmite maior quantidade de luz).


Como são calculadas as medidas das armações para surfaçagem?

calculo-lentes-surfaçadas

calculo-lentes-surfaçadas

No setor óptico, os detalhes são capazes de fazer toda a diferença no sucesso da concepção dos óculos. Se ater a estas minúcias, sobretudo no que diz respeito ao cálculo das medidas das armações para surfaçagem é essencial para que a experiência do usuário e a confecção dos óculos, seja bem-sucedida.

Espessura final das lentes surfaçadas: aspecto fundamental

A espessura de lentes é influenciada por aspectos variados e relevantes, como por exemplo, o índice de refração, bem como, a escolha da armação.

Para tanto, o cálculo das medidas das armações para surfaçagem deve ser feito do modo exato, caso contrário, coloca a perder todos os cuidados tomados anteriormente.

Um equívoco recorrente neste setor é o uso da régua. Acontece que em muitos casos, a posição do zero começa na borda do instrumento, enquanto em outras, ele surge antes da borda.

Como calcular as medidas da armação?

O correto é que a medição seja feita com o “zero” situado na borda interna do aro da armação.

Sendo assim, o profissional que realizará a medição leva em conta os seguintes aspectos:

1 – Na posição horizontal, a maior distância entre as bordas internas do aro na armação é a horizontal.

calculo-armacao-lentes-surfaçadas-1

2 – Na vertical, a maior distância, consecutivamente, é a vertical.

calculo-armacao-lentes-surfaçadas-2

3 – Já a menor distância, na medida da ponte, no que tange a borda interna da armação, é correspondente a OD. Quanto a borda interna, esta corresponde ao OE.

calculo-armacao-lentes-surfaçadas-3

4 – Quanto a chamada altura pupilar, é calculada entre a borda inferior da armação e a marcação de altura, com a distância em milímetros.

calculo-armacao-lentes-surfaçadas-4

5 – O cálculo da diagonal maior reflete a distância diagonal mais elevada entre as bordas internas da armação dos óculos.

calculo-armacao-lentes-surfaçadas-5

Para uma medição exata, é importante jamais curvar a régua, tampouco acrescentar os famosos “ 2 milímetros” como margem de segurança.

Imagens: Blog do Paulus


Óculos escuros para prática esportiva, qual a cor para cada esporte?

oculos-para-esporte-cores

oculos-para-esporte-cores

Para algumas pessoas, utilizar lentes coloridas nos óculos não passa de modismo, porém utilizar óculos com lentes coloridas é uma alternativa prática para aumentar a saúde e a proteção dos olhos, principalmente para pessoas que necessitam de correção de grau e praticam esportes.

No mercado há cinco tipos de coloração disponíveis para cada tipo de atividade. As cores mais utilizadas são:

– Marrom;

– Amarelo;

– Laranja;

– Cinza;

– Verde.

A seguir, confira a indicação de cada cor para cada ocasião.

Quando usar óculos escuro com lente na cor Marrom

A lente marrom melhora o contraste visual e os objetos ficam mais nítidos, pois essa coloração bloqueia uma porcentagem maior de luz azul. Proporciona melhor campo de visão em condições de luz variável e torna o verde mais vibrante, fornecendo uma aparência mais quente para as cores em geral.

Indicado para praticantes de:

– Pesca;

– Golfe;

– Esqui;

– Tênis;

– Montanhismo.

Quando usar óculos escuro com lente na cor Amarela

A lente amarela proporciona contraste visual superior e bloqueia as tonalidades azuis. É excelente para condições que envolvem nevoeiro ou escuridão, pois aumenta a percepção de profundidade nessas situações.

Indicado para atividades como:

– Tiro;

– Ciclismo;

– Golfe.

Quando usar óculos escuro com lente na cor Laranja

Assim como a lente amarela, a lente de coloração laranja também é indicada para condições nubladas e escuras, porém não é indicada para atividades que necessitam de reconhecimento de cores, pois há possibilidade de distorção das mesmas.

Indicado para esportes como:

– Futebol;

– Tiro;

– Basquete;

– Golfe;

– Esqui.

Quando usar óculos escuro com lente na cor Cinza

A lente de coloração cinza reduz a intensidade da luz sem modificar a cor dos objetos.

Indicado para atividades esportivas como:

– Corrida;

– Ciclismo;

– Esqui;

– Golfe;

– Montanhismo.

Quando usar óculos escuro com lente na cor Verde

A lente de cor verde suaviza as tonalidades do restante das cores, filtra a luz azul e aumente o contraste em ambientes com pouca luminosidade.

Uso recomendado para:

– Tiro;

– Corrida;

– Tênis;

– Golfe.

Já sabe qual a lente indicada para o esporte que você pratica? Procure seu consultor óptico e adquira as lentes que você precisa.


Problemas na visão são genéticos?

Problemas-visao-genetica

Será que os problemas na visão são genéticos? Muitas pessoas se perguntam quanto as origens das doenças oculares, bem como a respeito de maneiras de preveni-las e evita-las.

Problemas-visao-genetica

Sabemos que muitos podem ser os motivos que acarretam no aparecimento de doenças nos olhos, e que há determinadas condições que favorecem o desenvolvimento de distúrbios e anomalias oculares.

Mas é possível afirmar que tais doenças são, de fato, genéticas? É sobre isso que falaremos a seguir, acompanhe.

Problemas na visão que podem ser genéticos

Para se ter ideia da proporção, há aproximadamente, quatro mil doenças de fundo genético, sendo que os cientistas estimam que deste montante, ao menos um terço delas afete os olhos. O público infantil é geralmente, o mais atingido, tendo em vista que, metade dos casos de cegueira infantil, por exemplo, estão diretamente relacionados com doenças genéticas oculares.

Estas informações foram divulgadas em matéria do portal G1.

Dentre as principais doenças genéticas na visão, temos:

  • Glaucoma
  • Cataratas
  • Degeneração Macular Relacionada Com A Idade (DMRI)

Glaucoma

O glaucoma se trata de uma espécie de pressão que atinge o olho, danificando o nervo óptico. Pode ser congênito, secundário, de ângulo aberto e ângulo fechado.

Embora este problema na visão não tenha cura, ele deve ser controlado por meio de um tratamento específico, caso contrário, pode causar danos irreversíveis à visão.

Catarata

Ocorre devido o envelhecimento do cristalino. Um dos principais sintomas é a alta sensibilidade à luz, além de visão turva, embaçada.

O uso de óculos para fortalecer os olhos, e em alguns casos, cirurgia, são os métodos mais utilizados para lidar com esta doença.

Degeneração Macular Relacionada Com A Idade (DMRI)

Este problema genético na visão é caracterizado pela deterioração de uma parte da retina, denominada mácula. Estima-se que a cada 10 pessoas com mais de 65 anos, uma ao menos, desenvolva este problema.

Dentre os sintomas, podemos mencionar a visão central desfocada, e a percepção de cores comprometida, parecendo menos vibrantes do que são.


Implante de retina artificial pode restaurar a visão

retina-

retina-

Cientistas do Italian Institute of Technology (Instituto Italiano de Tecnologia) desenvolveram um implante de retina artificial que pode restaurar a visão de ratos de laboratório, dessa forma, planejam também testar esse procedimento em humanos até o final deste ano.

O implante de retina transforma a luz em sinais elétricos que incitam os neurônios da retina, dessa maneira, apresenta esperanças para milhares de pessoas que lidam com a degeneração da retina, como por exemplo, a retinite pigmentosa, uma doença que destrói as células fotorreceptoras e causa impacto na visão central, periférica e no discernimento de cores.

O que é a retina?

A retina é um órgão localizado no fundo do olho, e é formada por milhões de bastonetes e cones – células que são responsáveis por captar a luz transmitida para a visão.

Implante de retina artificial: a degeneração da retina

Há casos em que ocorre mutações em qualquer um dos 240 genes que foram identificados na retina. Assim, essas mutações podem gerar a degeneração da retina.

Nesses casos, as células que pertencem a retina – cones e bastonetes – são afetadas, porém os nervos ao redor da retina continuam ilesos, o que admite que o implante do Italian Institute of Technology funcione.

Implante de retina artificial: como funciona o procedimento?

O implante é formado por uma camada fina de polímero condutor, aplicado em uma base e protegido por um polímero semicondutor. O polímero semicondutor atua como um objeto fotovoltaico e absorve os fótons quando a luz incide sobre a lente dos olhos.

Quando isso ocorre, a eletricidade estimula os neurônios da retina e preenche a falha existente na retina do indivíduo.

Conforme os resultados obtidos, os cientistas chegaram à conclusão de que o implante aciona de forma direta os circuitos dos neurônios residuais da retina prejudicada. Ainda não há garantias de que os resultados observados nos ratos se repetirão nos seres humanos, porém, os pesquisadores estão confiantes e planejam realizar o primeiro teste em seres humanos na metade deste ano.


Smartphones e visão: cuidado redobrado com os olhos

Smartphone-luz-azul-visao

Smartphone-luz-azul-visao

Atualmente, as novas tecnologias estão presentes em boa parte do nosso dia a dia, e muitas vezes a forma como esses mecanismos são usados acaba por interferir na saúde ocular dos indivíduos. O uso em excesso de smartphones é um exemplo, o que pode gerar vários tipos de doenças relacionadas a visão.

De acordo com especialistas, os riscos mais recorrentes causados pelo uso excessivo de smartphones são:

  • Degeneração macular;
  • Cegueira;
  • Danos na retina;
  • Síndrome do olho seco.

Smartphones e visão: degeneração macular

A degeneração macular se desenvolve por conta da luz emitida pelo smartphone, que agride as células da mácula, um tecido localizado no fundo dos olhos e que é sensível a luz de smartphones e outras tecnologias em geral. Indivíduos que utilizam o smartphone por um tempo exacerbado sofrem com essa consequência, pois as células da mácula não são capazes de se regenerar.

Com o tempo o problema pode se agravar e dar origem a cegueira permanente.

Smartphones e visão: síndrome do olho seco

A ação de piscar é o que lubrifica e protege os olhos. O foco constante em uma tela de celular nos intui a não piscar, assim, surgem complicações como tonturas, dores de cabeça, lesões na retina e patologias oculares, como por exemplo, a síndrome do olho seco, que provoca a sensação contínua de olhos secos.

Smartphones e visão: outros danos relacionados a saúde ocular

Além de cegueira, degeneração macular, síndrome do olho seco e danos na retina, a utilização de smartphones em excesso gera fadiga visual, baixa imunidade e alteração no ciclo circadiano.

Smartphones e visão: cuidados com os olhos

Para não sofrer com dados na visão é necessário se precaver com os seguintes cuidados:

  • Controle o seu tempo durante o uso de smartphone. Não ultrapasse o tempo de uma hora;
  • Faça pausas de 5 a 10 minutos;
  • Utilize com o brilho baixo em ambientes escuros;
  • Mantenha o aparelho abaixo da linha dos olhos;
  • Faça consultas regulares com o oftalmologista e não deixe de fazer os exames preventivos de doenças oculares.