controle-estoque-opticas

Desequilíbrio. Este pode ser o fator predominante que irá atrapalhar todo o estoque de uma óptica. Muitos produtos de um item “encalhados” ou ainda a falta de determinados modelos e acessórios, resultam sempre em prejuízo, afinal, ao não se ter um produto, perde-se a venda, e por outro lado, ao se acumular, o que se investiu não se capitalizou.

Há alguns erros que, ao se evitar, ajudarão bastante a boa gestão da óptica, conforme listamos a seguir.

1- Comprar produtos acima ou abaixo do necessário

Aqui entra a regra do equilíbrio. É preciso ter em mente quem é sua clientela, quais modelos e produtos ela está em busca e evitar de comprar muitos ou poucos produtos. Exceder será sempre um custo, além do produto poder se danificar durante o período de armazenamento e cair também no ostracismo.

2- Fazer negociações com fornecedores sem levar em conta atrasos e inadimplência

Muitos fatores devem ser levados em conta quando se negocia com os fornecedores. Imprevistos acontecem, então é necessário ter isso em mente na hora da negociação. Jamais deve-se deixar para efetuar o pedido na última hora também, afinal o cliente conta com o produto e não cumprir o prazo é uma forma de deixa-lo chateado e insatisfeito.

3- Informações do controle de estoque desatualizadas

Erro gravíssimo a ser evitado, pois pode gerar inúmeros erros de logística e criar rombos no estoque.

4- Não saber o que o público procura

Perceba: há sempre uma armação que está fazendo sucesso, vendendo mais. Se o gestor não estiver atento ao mercado, ele corre o risco de não ter este produto e deixar, portanto, de vender.

5- Sazonalidade

Analisar o estoque de forma sazonal é de suma importância, afinal, algumas festas de época, datas especiais e eventos em geral, geram determinada demanda a alguns produtos específicos. Não ficar de olho na sazonalidade é um erro crasso no ramo óptico.