emissor-nfe-gratuito-opticas

Quem está à frente da gestão de uma óptica e/ou comércio em geral, está mais do que familiarizado com o emissor de NF-e gratuito, ferramenta que otimiza o processo para emitir notas fiscais eletrônicas.

No entanto, esta ferramenta deixará de existir em breve, fato que grande parte dos responsáveis pelo gerenciamento óptico ainda desconhece.

Emissor estava disponível desde 2006

O emissor de notas fiscais eletrônicas utilizado atualmente está em voga desde o ano de 2006, porém será descontinuado no próximo mês de janeiro, em 2017. Por este motivo, gestores ópticos necessitam buscar novas ferramentas no setor que possam substituir o processo e assim, não prejudicar a gestão da óptica e prosseguir com as emissões eletrônicas de notas fiscais aos clientes.

Aplicativo chega ao fim devido à falta de interesse

De acordo com o comunicado feito pela Sefaz – Secretaria da fazenda, o que motivou o fim do aplicativo emissor de notas fiscais eletrônicas foi o desinteresse por parte dos comerciantes. Dados do Fisco relatam que 92,2% dos usuários lançam mão de emissores próprios, o que não provoca o mote necessário para que se invista na atualização de uma nova versão do emissor gratuito.

De acordo com a grande maioria dos empresários do segmento óptico, o que justifica a não adesão ao aplicativo gratuito é o fato dele não permitir a importação de dados já cadastrados dos clientes, por exemplo.

Para os gestores que utilizam o aplicativo, cerca de 7,8% de acordo com as estatísticas, é preciso que comece a se pensar em outras ferramentas que possam otimizar o processo e substituir o emissor atual.

Conforme comunicado da Sefaz:

A Secretaria da Fazenda recomenda que os usuários que já tenham o aplicativo instalado, façam a migração para soluções próprias antes que a introdução de novas regras de validação da NF-e e do CT-e impeçam o seu correto funcionamento. ( Fonte: Secretaria da Fazenda).