Category Archives: Dicas

Conheça massagens para melhorar a circulação nos olhos

circulacao-olhos

Cuidar da saúde dos olhos envolve uma série de fatores. Um deles costuma ser um tanto quanto desconhecido ou ignorado por parte da população: a circulação sanguínea.

circulacao-olhos

Como as células de nossa retina necessitam de bastante sangue para nutri-las, é de extrema importância que a circulação na região dos olhos seja otimizada.  Por isso, é imprescindível levar mais sangue para nossa cabeça, por exemplo.

Além de prejudicar a visão, a falta da circulação de sangue, muitas vezes causada por estresse no pescoço, pode levar a desencadear problemas de memória e também afetar o cérebro.

Você sabe como promover a melhoria na circulação sanguínea? Por meio de massagens! Conheça algumas técnicas de massagens a seguir.

Massagem no pescoço

Como se trata de uma região muito afetada de nosso corpo, acumulando tensões ao longo do dia, é preciso uma atenção especial ao pescoço, haja vista que ele é o responsável por ser o caminho para o sangue chegar até nossos olhos.

Este vídeo explica de forma simples uma técnica de massagem que irá ajudar a melhorar a circulação e a tirar tensões da região:

Em suma, para levar mais sangue ao nervo óptico, “amasse” seu pescoço, sem machucá-lo, claro, e sempre trabalhando a respiração, de forma profunda.

Uma dica importante: enquanto efetua a massagem na região do pescoço, com a outra mão procure executar pequenas batidas no peito. Isso ajudará a promover a chegada de mais oxigênio até a região ocular.

Má circulação: técnicas de massagem ao redor dos olhos

Siga os passos abaixo para massagear a região em volta dos olhos e, assim, melhorar a circulação:

  • Solte os ombros para não obstruir a transmissão do sangue;
  • Respire profundamente;
  • Massageie também suas mandíbulas (faça movimentos de abrir e fechar a boca);
  • Com ênfase, massageie seu couro cabeludo.

Além das massagens, não deixe de equilibrar sua alimentação. Alimentos dotados de luteína contribuem para evitar problemas na retina. É o caso do ovo, espinafre e couve, por exemplo.

E claro, não deixe de se consultar com o médico oftalmologista periodicamente.


Assistir TV de perto faz mal: mito ou verdade?

assistir-tv-perto

Com certeza você já deve ter ouvido essa frase: “se afaste da televisão, assistir TV de perto faz mal para a visão”. Será que faz mal mesmo? Quais as doenças oculares isso pode causar? Ou será um mito?

assistir-tv-perto

Por acreditarmos que é prejudicial aos nossos olhos, nos afastamos da televisão pelo receio de desenvolver algum problema de visão.

De acordo com o Hospital das Clínicas de São Paulo e sua equipe de oftalmologistas, assistir televisão a curta distância cria um risco mínimo de gerar algum problema aos olhos.

Assistir TV de perto pode causar irritação e, como consequência, vista cansada. Mas isso não gera um mal à saúde ocular, ou qualquer outro malefício que necessite de atendimento médico especializado. A simples irritação pode ser resolvida com o uso de um colírio.

Os olhos, assim como todo nosso organismo, precisam de descanso, de relaxamento. Por isso, o ideal ao assistir televisão é fazer intervalos a cada uma hora ou duas horas em média. Olhar para outros pontos e piscar ajuda a descansar e lubrificar seus olhos.

Assistir TV de perto não vai prejudicar sua visão. Mas a falta de intervalos é, sim, prejudicial aos olhos.

Portanto, essa velha história não passa de um mito.

O hábito pode indicar um problema

Em linhas gerais, o dito de que “ver televisão de forma mais próxima afeta a saúde ocular”, é um mito. Entretanto, a necessidade de ficar próximo da televisão ao assistir programas por não conseguir ler a legenda ou ver a imagem desfocada, pode ser o indício da existência de um problema de visão.

O mais comum entre as pessoas é a miopia, em que se apresenta uma dificuldade para enxergar a partir de determinadas distâncias. Neste caso é necessário procurar um médico especializado para ter um tratamento adequado ao problema.

Para evitar doenças oculares ou para que o tratamento não seja mais difícil, é recomendável realizar uma consulta com um médico oftalmologista periodicamente.


Dor de cabeça excessiva pode ser problema de visão?

dor de cabeca-problema visao

dor de cabeca-problema visao

Problemas de visão podem ocorrer, independentemente da faixa etária da pessoa. Há alguns sinais que indicam a presença de distúrbios oculares, como olhos vermelhos e irritação nas vistas, porém, há outros sintomas que muitas vezes, podem passar desapercebidos.

Uma dúvida comum, aliás, diz respeito a um destes sintomas: dor de cabeça excessiva. Seria este quadro, um indicativo de problemas de visão?

Visão e dor de cabeça: qual seria a relação?

Não são raros os casos onde um indivíduo passa meses, às vezes anos, travando uma batalha contra a dor de cabeça e lançando mão de comprimidos para a aliviar esta tensão.

Porém, é preciso investigar a fundo a causa desta dor, uma vez que o uso de comprimidos é apenas paliativo. A causa do problema pode ser exatamente um erro de refração, cujo uso de óculos de grau prescrito pelo médico oftalmologista, já resolveria a questão.

Doenças oculares que mais causam dores de cabeça

Há uma série de doenças oculares que provocam dores de cabeça de forma intensa e excessiva. Sendo assim, ao sentir dores, procure imediatamente o médico oftalmologista de sua confiança, para que ele possa fazer o diagnóstico exato e prescrever o tratamento adequado.

Dentre as principais doenças da visão que causam dores de cabeça, temos:

  • Miopia;
  • Astigmatismo;
  • Hipermetropia;
  • Presbiopia (a popular vista cansada);
  • Retinopatia;
  • Glaucoma, entre outras.

Um fato comum quando a dor de cabeça está relacionada com a presença de algum distúrbio ocular, é a manifestação de demais sintomas e desconfortos oculares, tais como:

  • Prurido nas pálpebras;
  • Lacrimejamento;
  • Vermelhidão dos olhos, etc.

Com o uso das lentes indicadas pela receita do oftalmologista, a correção do erro de refração é obtida e o paciente, via de regra, se livra da dor de cabeça que tanto o incomodava. Em algumas situações onde o uso de óculos e/ou lentes não é efetivo, indica-se também a cirurgia refrativa a laser.

Você sente dores de cabeça constantes? Se a resposta for sim, não perca mais tempo e marque agora mesmo uma consulta com seu médico.


A volta da moda “cordinha da vovó nos óculos”

Cordinhas-oculos

Quem não se lembra dos estilosos óculos de nossos avós, que possuíam em suas hastes, um cordãozinho para segurá-los?

Cordinhas-oculos

O utensílio que tinha como principal função proteger os óculos de quedas, danos e perdas, hoje se tornou na moda, o que costumamos chamar de “must have”, ou seja, peça-chave da estação.

Repaginada e com muito estilo agregado, a volta da moda “cordinha da vovó nos óculos” desperta a atenção de jovens e adultos atualmente. E você, sabe como usar e adotar este acessório em seu visual?

Cordinha nos óculos: visual retrô vem com força

Tratar a saúde visual com estilo e elegância são fatores, via de regra, inerentes ao uso dos óculos. A tendência retrô dos óculos com cordinha só vem a reforçar tal sentença.

Surgida na década de 70 no Rio de Janeiro, com forte inspiração nas praias e no verão carioca, a cordinha nasceu da necessidade de manter os óculos próximos. Até porque, o biquíni ou maiô não tem bolsos para acomodá-los.

Com este retorno surgem mais opções. Acredite, para cada estilo e look é possível encontrar um tipo de cordinha para óculos que agrade.

Alguns exemplos são:

  • Cordinhas com enfeites: com diferentes cores e texturas, as cordinhas com enfeite ganham destaque na composição do visual;
  • Cordinhas tradicionais: exatamente como usavam ou usam, nossos avós, com o intuito de preservar os óculos;
  • Cordinhas estilosas: para quem curte uma estética mais fashion, estas cordinhas possuem pedrarias, podendo inclusive surgir em forma de correntes de metal com cordão entrelaçado, por exemplo;
  • Cordinhas de pérolas: para quem curte um visual mais clássico e requintado, temos nas cordinhas de pérolas uma ótima opção;
  • Cordinhas de bambu: uma alternativa sustentável e ao mesmo tempo, elegante e muito estilosa é utilizar a cordinha composta de bambu.

Há várias nuances e estilos desta tendência. Você já escolheu a sua? Conte pra gente!


Como enxergam os olhos humanos? Máquina russa pode ajudar a entendermos

como-enxergam-olhos

Um trabalho de pesquisa realizado por cientistas russos tem chamado a atenção das pessoas no mundo todo. Trata-se da concepção de uma máquina capaz de ajudar a entendermos melhor como os olhos humanos enxergam.

como-enxergam-olhos

Esta máquina, aliás, seria capaz de enxergar de forma similar aos humanos, sendo dotada de “órgãos visuais” próprios.

Yakov Kazanovich e Roman Borisyuk: a nova tecnologia de rede neural

Os principais nomes à frente do projeto são dos pesquisadores Yakov Kazanovich e Roman Borisyuk. De acordo com eles, boa parte das características da visão, bem como percepção e consciência, se configuram em elementos de imenso mistério, tanto para neurofisiologias quanto para psicólogos, por exemplo.

No entanto, com a nova tecnologia de rede neural, tais mistérios poderão finalmente ser revelados.

“Apresentamos um modelo de rede neural oscilante que pode explicar os tempos de reação em experimentos de pesquisa visual”, disseram os cientistas pesquisadores do Instituto de Problemas Matemáticos da Biologia da Academia Russa de Ciências

Sistemas mecânicos de visão foram criados por inúmeras empresas de TI

Também sabe-se que os sistemas de visão robotizados não são uma novidade russa. Grandes empresas ao redor do mundo já realizaram esforços neste sentido na última década.

Alguns destes sistemas criados por empresas de TI, aliás, se mostraram capazes inclusive de reconhecer e classificar objetos variados.

No entanto, a dúvida é como os humanos possuem a capacidade de classificar e reconhecer de forma automática, objetos que nunca vimos antes.

Ao que tudo indica, a chance de se criar sistemas de visão robotizados cada vez mais “naturais” está próxima.

E você, o que acha desta possibilidade?


Curiosidades sobre os olhos

curiosidades-visao

Como está a sua visão? Qual é o seu conhecimento acerca deste que é um dos 5 sentidos humanos?

curiosidades-visao

É inegável o fato de que os olhos são um dos mais fascinantes órgãos do corpo. Além disso, sabe-se que seu funcionamento é bem complexo.

Como muitos detalhes, curiosidades e particularidades da visão são desconhecidos do grande público, nós criamos este conteúdo com alguns fatos curiosos relacionados aos olhos.

Particularidades da visão

Você certamente já ouviu ou leu a famosa frase a seguir: “Os olhos são as janelas da alma”. Responsável pela nossa percepção de mundo, a visão é carregada de singularidades.

Podemos chamar os olhos de uma espécie de sensores que captam na retina a luz que incide sobre ela. Formada por células fotorreceptoras, é por meio da retina que a luz se transforma em impulsos nervosos.

Transportados do nervo óptico para o cérebro, estes impulsos são então “traduzidos” e criam as imagens.

Curiosidades da visão

Há uma série de fatos acerca da visão e dos olhos, alguns bem interessantes e outros um tanto quanto bizarros, veja alguns:

  • A cada minuto uma criança no mundo fica cega e, a cada 5 segundos, a cegueira acomete um adulto. As principais causas da cegueira infantil são a infecções congênitas, enquanto nos adultos e adolescentes, os motivos são acidentes (trânsito, prática esportiva, trabalho, etc.);
  • O uso de óculos de proteção pode evitar cerca de 90% dos traumas oculares decorrentes de acidentes;
  • O olho humano possui cerca de cento e sete milhões de células, e sete milhões de cones, responsáveis pela percepção da nitidez das cores durante o processo de visão;
  • O olho de um jovem de 20 anos tem a capacidade de absorver 3 vezes mais luz do que o olho de uma pessoa de 60 anos;
  • Quando olhamos para alguém que amamos, as pupilas dilatam e aumentam até 45%.

E você, conhecia estas particularidades da visão?


Síndrome do usuário do computador, quais problemas pode causar?

Sindrome-Usuario-Computador

Frequente em adultos e cada vez mais comum em crianças, a síndrome do usuário do computador tem suas origens no início da popularização desta ferramenta tecnológica, entre as décadas de 80 e 90.

Sindrome-Usuario-Computador

Já naquela época, alertava-se sobre o tempo frente às telas dos computadores, projetando que no século XXI tal hábito poderia levar ao desenvolvimento de uma epidemia.

Você sabia que uma vasta leva de distúrbios oculares é deflagrada devido a isso? Que agora é denominada Síndrome da Visão do Computador, no inglês, Computer Vision Syndrome (CVS).

Entenda melhor sobre esta síndrome e veja os principais problemas causados por ela.

Síndrome do usuário do computador: motivos

O acesso durante longos períodos às telas de celulares, tablets, notebooks e monitores de TV em geral, faz com que nossos olhos não pisquem.

Como as lágrimas são lubrificantes naturais, pelo fato de não piscarmos, não produzimos lágrimas, e com isso, os olhos ficam secos.

Exatamente em decorrência deste quadro, surgem desconfortos visuais, como visão turva, irritação ocular, coceira nos olhos, etc.

Junte-se ao excesso do foco da visão em telas de computadores e similares, alguns agravantes como luminosidade baixa do ambiente, ar-condicionado desregulado e pouca ventilação no ambiente, para que os problemas visuais se intensifiquem.

Como se proteger?

Apostar na ergonomia no âmbito do trabalho e estudo, não se esquecer de piscar, fazer pausas durante o uso dessas ferramentas, além de regular o brilho das telas, é fundamental para proteger a saúde visual.

O uso de óculos com lentes que otimizam a proteção ocular e evitam que a luz oriunda destes aparelhos afete sua visão, caso da lente HB Vision Blue Light UV. Com ampla capacidade de proteção contra as luzes emitidas por tablets, computadores e demais aparelhos eletrônicos em geral, a lente BH Vision Blue Light UV reduz a fadiga ocular e promove o conforto visual.

 


5 dicas para você cuidar bem de suas vistas e evitar problemas futuros

dicas-cuidar-olhos-visao

Prevenir é sempre um fator relevante quando falamos sobre saúde dos olhos. Zelar pela sua visão, cuidando bem de suas vistas, ajudará você a enxergar bem e também a minimizar as chances de que possíveis problemas com os olhos possam ocorrer lá na frente.

dicas-cuidar-olhos-visao

Neste artigo, disponibilizamos 5 dicas que irão contribuir para o bem-estar visual, acompanhe.

  • Alimente-se bem

A alimentação equilibrada ajuda nosso organismo de várias formas, inclusive preservando a saúde das vistas. Se pensarmos que a diabetes, por exemplo, é uma doença que está relacionada às questões de alimentação desregrada e que muitas vezes pode levar o indivíduo à cegueira, veremos o quão importante é equilibrar os nutrientes que ingerimos.

  • Pisque mais

O uso contínuo de computadores, tablets e demais tecnologias tem gerado problemas de visão, pelo fato de não piscarmos e assim, não lubrificarmos as vistas.

Faça pausas e pisque mais vezes para evitar irritação ocular e síndrome do olho seco.

  • Evite ao máximo coçar os olhos

Só o fato de levar as mãos sem higienizá-las até os olhos é o suficiente para causar inflamações e infecções, como conjuntivite. Além disso, coçar os olhos pode causar lesões no globo ocular. Sendo assim, se sentir coçar, use lenço umedecido de forma suave e leve.

  • Não use colírios sem prescrição médica

O uso aleatório de colírios pode causar danos em sua visão, afinal, trata-se de um medicamente e necessita da prescrição medica. Cada colírio atende uma necessidade específica e só o médico pode indicar o correto.

  • Vá ao oftalmologista

Faça visitas regulares ao seu médico oftalmologista. Com exames, testes e acompanhamentos adequados, é possível fazer a prevenção efetiva de doenças oculares, bem como realizar os tratamentos mais coerentes, promovendo assim a saúde ocular de cada paciente.

Esteja sempre atento a sua saúde e, consequentemente, a saúde da sua visão.


O que é mosca volante?

mosca-volante-olhos-pelinhos-mancha

mosca-volante-olhos-pelinhos-mancha

Dificuldades de visão podem surgir a qualquer momento, sendo que em alguns casos, elas podem ser comuns e inofensivas, enquanto em outros, podem significar problemas mais graves.

Seria o fenômeno da mosca volante, um problema sério, que atinge o campo visual? Ou apenas um incômodo passageiro sem grande importância?

Afinal, o que é mosca volante? O que causa este fator e como lidar com ele? A seguir, abordaremos estes tópicos, acompanhe.

“Fantasmas” visuais?

Você já teve a sensação de ver pequenos filamentos, movendo-se perante seus olhos? Pequenos pontos, manchas, algo similar a uma teia de aranha, que se move? É como se houvesse pontos fantasmas à nossa frente, quando os sintomas da mosca volante se manifesta.

Trata-se de um problema, de fato, oftalmológico, cujo termo mosca volante deriva do latim, mais precisamente da expressão “muscae volitantes”.

Descolamento do vítreo posterior

Ocorrendo principalmente quando se fixa o olhar em paredes ou durante a leitura, a principal causa deste incômodo visual se deve ao descolamento do vítreo posterior. Em geral, este fator está relacionado com o envelhecimento, sendo que o processo provoca o espessamento do chamado gel vítreo.

Quando o vítreo se solta da retina, criam-se filamentos ou grumos dentro dos olhos, ocasionando o fenômeno das moscas volantes.

É mais comum que as “muscae volitantes” surjam a partir de 45 anos de idade, em média, especialmente em pessoas portadoras de miopia, por exemplo.

Pacientes que já apresentaram inflamações oculares, tratamentos a laser e já realizaram cirurgia de catarata, são mais suscetíveis a demonstrarem os sintomas.

Tratamento

Em linhas gerais, este desconforto visual tende a desaparecer. Porém, em casos mais graves, que acarretem em fissuras na região da retina, é imprescindível realizar o tratamento adequado. Isto porque, caso ocorra o descolamento da retina, a pessoa poderá ficar cega.

Sendo assim, tratamentos como crioterapia e laser argônico, poderão ser indicados pelo médico oftalmologista.

 


Entenda o que é Visão Periférica

Visão periférica, o que é?

Enxergar bem e além, quem não quer? Quem tem entre 30 e 45 anos assistiu desenhos animados durante a infância, deve se lembrar da série Thundercats, cujo personagem Lion entoava a frase:

“Espada justiceira, dê-me a visão além do alcance”. E o que isso tem a ver com Visão Periférica? É simples, a Visão Periférica é um tipo de visão que vai “além do alcance” comum, pois nos permite enxergar bem não apenas o que está no foco, mas sobretudo, o que está à nossa volta.

Visão periférica, o que é?

 Você tem boa Visão Periférica?

Um exemplo muito utilizado para ilustrar uma boa Visão Periférica remete ao futebol. Quando um jogador surpreende, fazendo um toque ou lançamento para outro companheiro de equipe, de uma forma incrivelmente desafiadora e inesperada, encontrando um espaço no campo que só ele parece ter visto, sem sequer demonstrar ter olhado para este local, certamente ele possui uma ótima Visão Periférica.

Melhor do que falar, veja você mesmo um claro exemplo, no vídeo a seguir:

Isto ocorre porque, neste caso, a visão se forma na periferia da retina, fora da mácula. Ela percebe movimentos, objetos, sobretudo à noite, porém sem tanta nitidez ou foco.

A Visão Periférica é fundamental para nossa locomoção, para dirigir e também para ser um supercraque de futebol.

Como otimizar a Visão Periférica?

Com o excessivo uso da tecnologia atualmente, cada vez mais deixamos de treinar nossa Visão Periférica. Costumamos focar longos períodos da nossa visão, em telas de notebooks, computadores, tablets, celulares, games, entre outros. É exatamente aí que mora o perigo.

Uma dica para treinar a amplitude do poder de alcance de seus olhos é procurar perceber ao seu redor, mesmo enquanto olha para um livro ou tela. O mundo “externo” às telas, as cores, os objetos que estão no ambiente, as luzes, procure perceber todos estes detalhes para ampliar seu campo de visão e não deixar com que sua visão periférica adormeça.

Jamais se esqueça de que nossos olhos reagem aos estímulos, portanto, é necessário sempre que possível, investir em gestos que os estimulem.