cirurgia-miopia

As chamadas ametropias (miopia, hipermetropia, astigmatismo e a presbiopia) são as causam que levam milhares de pessoas a lançarem mão do uso de óculos e lentes de contato para promover a melhora da visão. No entanto, os óculos não são as únicas ferramentas para lidar com questões da visão. Cada vez mais um número maior de pessoas adere à cirurgia para a correção de problemas de visão, entre elas a cirurgia de correção da miopia.

Cirurgia refrativa a laser

Chamada de cirurgia refrativa a laser, este processo consiste em corrigir o “grau dos óculos”, e é feito por meio de um aparelho chamado de Excimer Laser. Ele irá variar de acordo com a indicação de cada paciente, podendo ser feito pelo modo PRK ou do LASIK.

PRK (Ceratectomia Fotorrefrativa)

Pelo viés PRK a aplicação do laser atua na superfície da córnea, atribuindo maior tempo para a recuperação total da visão se comparado com o modo LASIK. Gotas de colírio anestésicos são aplicadas e para que se evite que o paciente pisque durante a cirurgia, é utilizada a ajuda de um aparelho localizado entre as pálpebras.

LASIK (Laser Assisted In Situ Keratomileusis)

No método LASIK, a ação do laser é na região interna da córnea. Este método também utiliza um colírio especial para anestesiar a região e o aparelho que impede o paciente de piscar durante a execução do processo. Após isso é utilizado o microcerátomo, que fará na superfície da córnea um corte de precisão no intuito de levanta a lamela.

O passo adiante é olhar em direção a luz do chamado Excimer para que a remodelação da córnea seja feita, para que então a lamela possa ser recolocada no local de origem. A recuperação por meio deste método é mais rápida, podendo ser de até 24 horas.

Há ainda o processo denominado iLasik, onde o processo à laser é feito em todas as frentes, substituindo inclusive o microcerátomo.

E então, conseguiu esclarecer suas dúvidas?