Conjuntivite-como-prevenir-como-tratar

Em época de baixas temperaturas, algumas doenças são disseminadas com maior facilidade. É o caso da conjuntivite. Ambientes com aglomerações estão dentre os principais fatores de risco para se contaminar com a doença. Ar poluído, piscinas com cloro e produtos de limpeza também contribuem para esse tipo de inflamação.

Como evitar a conjuntivite

A conjuntivite se caracteriza por uma série se sintomas como por exemplo visão turva, coceira, olhos avermelhados, pálpebras inchadas, secreção nos olhos, sensação de areia nos olhos e lacrimejamento dos olhos.

A melhor maneira de prevenir essa doença é através da higiene. Atente-se as dicas abaixo.

  • Não compartilhar toalhas e maquiagens;-Sempre que possível não coçar os olhos após pegar em objetos, utilizar transportes públicos ou particulares;
  • Lavar as mãos com frequência e ter álcool em gel por perto;
  • Durante o período de infecção, ter cuidado redobrado em casa, evitando apertos de mão, abraços e beijos;
  • Evitar locais fechados e aglomerados. Esse é o maior incidente da doença. Ambientes abafados com grande número de pessoas aumenta os riscos de proliferação de doenças, principalmente a conjuntivite;

Tratamento para conjuntivite

Cada tipo de conjuntivite tem um tratamento específico como pode-se notar abaixo:

  • Bacteriana: o tempo de duração dos sintomas é de 10 a 15 dias. O tratamento é feito com o uso de um antibiótico.
  • Alérgica: o tratamento consiste na prescrição de um antialérgico, sendo assim, os sintomas passam em torno de 3 dias, porém o indivíduo precisa ficar longe do que lhe causou a alergia, como poeira, pólen de flor, poluição e produtos de limpeza. Se há demora no tratamento os sintomas passam em torno de 5 a 15 dias.
  • Viral: é necessário utilizar um colírio sintomático. Não existem colírios capazes de matar vírus. Os sintomas costumam passar em torno de uma semana.

Compressas de algodão com soro fisiológico gelado feitas várias vezes, também ajuda no alívio dos sintomas.

É importante não fazer automedicação, como a utilização de qualquer colírio, pois o quadro pode se agravar. Procure a ajuda médica de um oftalmologista para que ele possa analisar os sintomas, identificar o tipo de conjuntivite e prescrever a medicação adequada.