Com acesso cada vez mais facilitado a aparelhos tecnológicos, as crianças dão a impressão de nascerem já sabendo manusear diferentes aparelhos eletrônicos. Não é difícil perceber o volume de crianças portando tablets, celulares, smartphones e demais aparelhos.

tecnologia-visao-criancas

Tal fenômeno liga o sinal de alerta aos pais e responsáveis no que diz respeito aos cuidados com os olhos. Expostas desde a mais tenra idade, as crianças se tornam mais vulneráveis a desenvolverem problemas de visão e doenças oculares, por isso, todo o cuidado com os olhos é pouco.

Imunidade é prejudicada

O principal alerta decorrente ao frequente uso de smartphones e similares por crianças se deve ao fato de que, ao usar tais dispositivos, o usuário pisca muito menos. O resultado disso é a não lubrificação dos olhos, o que, por sua vez, acarreta desde a baixa imunidade perante doenças dos olhos, e o surgimento de patologias oculares, tais como a síndrome do olho seco, por exemplo.

A matemática é bem simples e assustadora, dependendo do caso: quanto mais tempo de frente às telas, seja de computadores, smartphones, e monitores em geral, maiores as chances de se desenvolver problemas de visão.

Monitore o tempo de uso de aparelhos tecnológicos por parte das crianças

De acordo com uma recente pesquisa publicada pela American Optometric Association, cerca de 66% das crianças possui o próprio smartphone, tablet e aparelhos similares. É importante que os responsáveis pelas crianças estipulem o tempo e o limite com o qual elas usufruam dos aparelhos tecnológicos. Este é um dos principais cuidados com a visão que os pais poderão tomar pelo bem de suas crianças.

Além disso, levar a criança para fazer exames de vista e passar por uma consulta perante um médico oftalmologista é imprescindível para garantir a visão saudável e o bem-estar dos pequenos.