higiene-evitar-conjuntivite

Higiene, atenção e cuidados: estes fatores são determinantes para evitar a conjuntivite, bem como sua transmissão e disseminação.

Ao coçar os olhos, a pessoa que está com conjuntivite pode facilmente transmitir a doença, apenas segurando nas mãos ou até mesmo compartilhando objetos, como é bem comum em ambientes de estudo e trabalho, por exemplo.

O que é conjuntivite

A conjuntivite nada mais é do que um tipo de Inflamação causada na conjuntiva, uma membrana que reveste a parte da frente do globo ocular (o branco dos olhos), caracterizada pela sua transparência e finura, que também envolve o interior das pálpebras.

Causas da conjuntivite

Muitos podem ser os agentes desencadeadores da conjuntivite. O mais comum é que ela se dê por meio de reações alérgicas a poluentes. Além disso, reações perante as mais variáveis substâncias capazes de irritar os olhos, indo da fumaça que polui o ar ao cloro de piscinas, e produtos de limpeza, temos na conjuntivite primaveril o tipo mais comum.

Há ainda a conjuntivite oriunda da reação com o pólen presente no ar, conhecida também como febre do feno. Fora isso, bactérias e vírus podem acarretar no surgimento da conjuntivite. Neste caso, temos a conjuntivite contagiosa, que se dá através de objetos, secreções e falta de higiene.

Como prevenir a conjuntivite

Higiene é a melhor forma de prevenir a conjuntivite. Daí a importância de sempre lavar as mãos de forma adequada após pegar objetos, utilizar transportes públicos ou particulares, e afins. Não usar toalhas compartilhadas também é uma boa maneira de se manter longe da doença.

Sintomas da conjuntivite

Os principais sintomas de conjuntivite são:

• Olhos vermelhos e lacrimejantes
• Visão turva e borrada
• Sensação de areia e cisco nos olhos
• Coceira

Aos menores sintomas, é essencial procurar a ajuda de um médico oftalmologista que irá diagnosticar a conjuntivite e proceder com o tratamento adequado a cada caso.