Há vários tipos de incômodos oculares que, embora sejam similares, podem indicar diferentes distúrbios ou doenças da visão. Dentre as problemáticas que podem atingir as vistas, a Ceratite Microbiana é uma das possibilidades, necessitando do correto diagnóstico para que medidas efetivas de tratamento sejam aplicadas.

Ceratite-microbiana

Não sabe o que é Ceratite Microbiana, tampouco como ela atua, seus sintomas e qual tratamento mais indicado? A Braslab conta tudo para você neste post, acompanhe!

Ceratite Microbiana: inflamação da córnea

A Ceratite Microbiana é um tipo de inflamação da córnea, cujas causas podem ser decorrentes de lesões e/ou infecções originárias de parasitas, vírus, bactérias, fungos, dentre outros. Quando falamos sobre Ceratite Microbiana, falamos, portanto, sobre as inflamações devido a ação de microrganismos.

Causas da Ceratite Microbiana

A principal causa da Ceratite Microbiana é a infecciosa, oriunda de bactérias, amebas, fungos e ações de vírus em geral na região ocular.

Há uma forte relação entre o contágio por esses microorganismos e a existência de traumas oculares, bem como o uso de lentes de contato.

Sobretudo quando nos referimos a usuários de lentes de contato que não executam a higienização correta e efetiva das lentes ou cultivam hábitos equivocados, como por exemplo, dormir com as lentes, esta relação em desenvolver a doença é ainda maior.

Sem contar com o fato de que pacientes que são submetidos a determinados traumas oculares e cirurgias nos olhos e que não fazem o uso adequado do colírio indicado, também estão no grupo de risco da Ceratite Microbiana.

Sintomas, diagnóstico e tratamento da Ceratite Microbiana

Alguns sintomas da Ceratite Microbiana são:

• Dor nos olhos;
• Fotofobia (sensibilidade à luz);
• Olhos com ardência e vermelhos;
• Visão turva, etc.

O diagnóstico deve ser feito por meio de exames oftalmológicos e, confirmando-se a suspeita, deve-se iniciar rapidamente o tratamento para cuidar da visão.

Quando a causa de Ceratite tem como agente causador uma bactéria, o tratamento se dá por meio de antibióticos, com ótima aceitação.

Em casos mais graves, onde houve a demora em diagnosticar a doença, pode ser necessário um transplante de córneas.

Portanto, visite regularmente o médico oftalmologista de sua confiança e mantenha a saúde de seus olhos, em dia.