Smartphone-luz-azul-visao

Atualmente, as novas tecnologias estão presentes em boa parte do nosso dia a dia, e muitas vezes a forma como esses mecanismos são usados acaba por interferir na saúde ocular dos indivíduos. O uso em excesso de smartphones é um exemplo, o que pode gerar vários tipos de doenças relacionadas a visão.

De acordo com especialistas, os riscos mais recorrentes causados pelo uso excessivo de smartphones são:

  • Degeneração macular;
  • Cegueira;
  • Danos na retina;
  • Síndrome do olho seco.

Smartphones e visão: degeneração macular

A degeneração macular se desenvolve por conta da luz emitida pelo smartphone, que agride as células da mácula, um tecido localizado no fundo dos olhos e que é sensível a luz de smartphones e outras tecnologias em geral. Indivíduos que utilizam o smartphone por um tempo exacerbado sofrem com essa consequência, pois as células da mácula não são capazes de se regenerar.

Com o tempo o problema pode se agravar e dar origem a cegueira permanente.

Smartphones e visão: síndrome do olho seco

A ação de piscar é o que lubrifica e protege os olhos. O foco constante em uma tela de celular nos intui a não piscar, assim, surgem complicações como tonturas, dores de cabeça, lesões na retina e patologias oculares, como por exemplo, a síndrome do olho seco, que provoca a sensação contínua de olhos secos.

Smartphones e visão: outros danos relacionados a saúde ocular

Além de cegueira, degeneração macular, síndrome do olho seco e danos na retina, a utilização de smartphones em excesso gera fadiga visual, baixa imunidade e alteração no ciclo circadiano.

Smartphones e visão: cuidados com os olhos

Para não sofrer com dados na visão é necessário se precaver com os seguintes cuidados:

  • Controle o seu tempo durante o uso de smartphone. Não ultrapasse o tempo de uma hora;
  • Faça pausas de 5 a 10 minutos;
  • Utilize com o brilho baixo em ambientes escuros;
  • Mantenha o aparelho abaixo da linha dos olhos;
  • Faça consultas regulares com o oftalmologista e não deixe de fazer os exames preventivos de doenças oculares.