Saúde da visão

Se por um lado a tecnologia tem facilitado de maneira incomensurável a vida das pessoas, por outro, o uso excessivo de ferramentas como TVs, computadores e smartphones, está desencadeando uma série de problemas na saúde da visão, entre eles a fadiga ocular, por exemplo.

Hard users de tecnologia, que costumam usar computador muito tempo no trabalho, vivem com o celular conectado em redes sociais ou ainda aquelas pessoas que passam horas assistindo pela TV suas séries preferidas no melhor estilo “maratona”, estão mais propensos a sobrecarregar a visão e desta forma, prejudicar a saúde ocular.

“Síndrome da Visão de Computador”

Embora este título seja informal, a apelidada “Síndrome da Visão de Computador” é um termo que tem sido bastante empregado para designar sintomas relacionados ao uso constante de computador e tecnologias em geral, embora o cansaço da visão também ocorra na leitura de livros físicos, por exemplo.

Dor de cabeça, visão embaçada e olhos secos são algumas das queixas mais comuns das pessoas que passam muito tempo “forçando” a visão.

Alguns agravantes

Além da questão de forçar as vistas, o ambiente influi diretamente na questão da saúde dos olhos e no uso de TVs, computadores e afins. Luz muito forte ou muito fraca, ar condicionado, dentre outras condições encontradas no ambiente de trabalho ou doméstico, agem de forma direta nas alterações do filme lacrimal, localizada na região da córnea, encarregada de manter a umidade dos olhos.

Também chamada de síndrome do olho seco, tal anomalia está estritamente relacionada a quantidade de piscadas enquanto se utiliza estes aparelhos tecnológicos. Em condições normais, a média de piscadas é de 15 a 20, no entanto, perante a TV ou computador, a média diminui entre 10% e 30%, resultando no ressecamento da superfície dos olhos.

É importante a consulta ao oftalmologista sempre que se notar alguma anormalidade na questão da visão e da saúde dos olhos