Será que os problemas na visão são genéticos? Muitas pessoas se perguntam quanto as origens das doenças oculares, bem como a respeito de maneiras de preveni-las e evita-las.

Problemas-visao-genetica

Sabemos que muitos podem ser os motivos que acarretam no aparecimento de doenças nos olhos, e que há determinadas condições que favorecem o desenvolvimento de distúrbios e anomalias oculares.

Mas é possível afirmar que tais doenças são, de fato, genéticas? É sobre isso que falaremos a seguir, acompanhe.

Problemas na visão que podem ser genéticos

Para se ter ideia da proporção, há aproximadamente, quatro mil doenças de fundo genético, sendo que os cientistas estimam que deste montante, ao menos um terço delas afete os olhos. O público infantil é geralmente, o mais atingido, tendo em vista que, metade dos casos de cegueira infantil, por exemplo, estão diretamente relacionados com doenças genéticas oculares.

Estas informações foram divulgadas em matéria do portal G1.

Dentre as principais doenças genéticas na visão, temos:

  • Glaucoma
  • Cataratas
  • Degeneração Macular Relacionada Com A Idade (DMRI)

Glaucoma

O glaucoma se trata de uma espécie de pressão que atinge o olho, danificando o nervo óptico. Pode ser congênito, secundário, de ângulo aberto e ângulo fechado.

Embora este problema na visão não tenha cura, ele deve ser controlado por meio de um tratamento específico, caso contrário, pode causar danos irreversíveis à visão.

Catarata

Ocorre devido o envelhecimento do cristalino. Um dos principais sintomas é a alta sensibilidade à luz, além de visão turva, embaçada.

O uso de óculos para fortalecer os olhos, e em alguns casos, cirurgia, são os métodos mais utilizados para lidar com esta doença.

Degeneração Macular Relacionada Com A Idade (DMRI)

Este problema genético na visão é caracterizado pela deterioração de uma parte da retina, denominada mácula. Estima-se que a cada 10 pessoas com mais de 65 anos, uma ao menos, desenvolva este problema.

Dentre os sintomas, podemos mencionar a visão central desfocada, e a percepção de cores comprometida, parecendo menos vibrantes do que são.