Category Archives: Saúde da visão

De quanto em quanto tempo trocar os óculos de grau?

tempo troca oculos grau

Os óculos de grau são para muitas pessoas, mais do que um acessório, mas um verdadeiro companheiro de jornada.

Contribuindo com o tratamento de problemas da visão e promovendo melhor qualidade de vida, o fato é que ao sermos diagnosticados com a necessidade de utilizar óculos, devemos ficar atentos.

tempo troca oculos grau

A atenção se justifica pela necessidade de, após determinado período, termos que muitas vezes, trocar as lentes.

Mas, de quanto em quanto tempo trocar os óculos de grau? Há um prazo de validade das lentes? Isso varia de cada paciente ou segue um padrão para todos os usuários?

De quanto em quanto tempo trocar os óculos de grau: perceba os sinais

Você já nem se lembra mais quando foi que você comprou seus óculos de grau?

Esse talvez já seja um indicativo de que, se não for o momento de trocá-los, está bem próximo.

Há sinais e sintomas que podem mostrar que, eventualmente, é chegado o momento de dar uma passada no oftalmologista e confirmar o momento da troca.

Fique atento (a) quando:

  • Os óculos estão desalinhados do seu rosto;
  • Você tira e coloca os óculos constantemente, devido ao desconforto e sensação que enxerga melhor sem eles;
  • Olhar por cima das lentes, com frequência;
  • Vistas cansadas e dor de cabeça;
  • Perceber as lentes dos óculos já gastas;
  • Os óculos começam a pesar na região do nariz;
  • Peso da armação nas orelhas;
  • Visão desfocada;
  • A estética já não combina com seu look, etc.

Muitos dos sintomas acima podem ter como motivo, a graduação defasada das lentes. Em linhas gerais, o tempo de vida útil de um óculos de grau gira em torno de 2 até 3 anos.

Sendo assim, na dúvida, visite seu médico oftalmologista e confirme ou não a necessidade de trocar de óculos.


Problemas na visão mesmo com uso de óculos? Confira dicas!

problemas-visao-uso-oculos

Para conseguir usufruir de seus óculos com o máximo de potencialidade, pode ser necessário que antes você passe pelo processo de adaptação com o novo acessório.

problemas-visao-uso-oculos

Esta é uma das principais razões do surgimento de problemas de visão mesmo com o uso de óculos, mas não é a única. Outros fatores podem te prejudicar a enxergar bem, ainda que você utilize óculos para correção.

Quer saber como lidar com esta situação? Confira a seguir algumas dicas que te ajudarão definitivamente neste sentido.

Óculos novo e visão sem nitidez: o que fazer?

Miopia, hipermetropia ou presbiopia? Não importa qual seja a deficiência visual e/ou erro de refração, com o advento dos óculos se tornou possível corrigir e fazer o tratamento efetivo do problema, otimizando a visão.

Porém, há casos em que mesmo usando óculos novo, o indivíduo relata problemas de visão.

Isto pode ocorrer devido a vários fatores, como por exemplo, a inadaptação ao uso do acessório, por exemplo.

O ideal é identificar qual o motivo que acarreta determinados problemas de visão, para assim, buscar a solução efetiva.

Veja algumas dicas neste sentido, a seguir:

  • Período de adaptação

Quando usamos óculos novo, muitas vezes é comum precisar de um tempo para se familiarizar com o acessório. Ter paciência e usar os óculos até que os olhos e o cérebro se acostumem é fundamental para que sua experiência seja bem-sucedida.

  • Demora para buscar a correção visual

Pesquisas apontam que a maioria das pessoas demoram para buscar a ajuda do oftalmologista e consequentemente, a adotar o uso dos óculos. Sendo assim, o centro de visão localizado no cérebro ainda não está preparado, e isso demanda um certo tempo para que ele de adapte à nova condição.

  • Medicamentos, stress e doenças

O uso de determinados medicamentos, quadros de stress e até mesmo a existência de algumas doenças, podem prejudicar sua visão, mesmo enquanto você usa os óculos.

É recomendado que, ao se consultar com o médico oftalmologista, você vá tranquilo e o mais relaxado possível, para que os exames não sejam alterados e você tenha a indicação exata das lentes necessárias ao seu tratamento.

Aproveite e, caso tome algum medicamento, questione o seu médico se este é um dos motivos de problemas relacionados à sua visão.

Em muitos casos de doenças como hipertensão e diabetes, a visão também é afetada, de maneira súbita. Procure seu médico e jamais deixe de fazer os tratamentos indicados para estas doenças.

Sua visão e saúde merecem estes cuidados, não é mesmo?


Vitaminas essenciais para a saúde dos olhos

vitaminas-olhos

Ter uma boa alimentação é fundamental para a saúde ocular. Você sabia que existem vitaminas essenciais para a saúde dos olhos que podem otimizar a sua visão? Elas desempenham um importante papel no funcionamento dos nossos olhos.

vitaminas-olhos

Mas quais são essas vitaminas?

Vitamina A

A vitamina A contribui para ter uma visão de qualidade durante o dia e a noite. Além disso, auxilia na redução de vista cansada e fadiga ocular.

Na vitamina A estão presentes antioxidantes naturais protetores do sistema ocular. A ausência desta vitamina pode causar doenças e irritações, como úlceras na córnea, pálpebras inchadas, cataratas e secura.

Em casos mais graves, se essas enfermidades não forem tratadas pode causar cegueira.

Em quais alimentos encontramos a Vitamina A:

  • Gema de ovo;
  • Fígado;
  • Espinafre;
  • Pimentão verde e vermelho;
  • Tomate;

Vitamina E

Também tem função antioxidante pois protege a membrana ocular ao isolar alguns radicais livres, que podem ser nocivos ao metabolismo. A vitamina E pode contribuir bastante para prevenir a doença da catarata.

Onde encontrar a Vitamina E:

  • Nozes;
  • Amêndoas;
  • Amendoim;
  • Hortaliças;
  • Leite;
  • Trigo;
  • Gema de ovo;
  • Óleos vegetais.

Vitamina C

Sabia que a vitamina C está entre as mais imprescindíveis para a saúde dos olhos?  Ela também tem função antioxidante, auxiliando na prevenção das principais doenças oculares. Combinada com a Vitamina E pode exercer proteção significativa da saúde dos olhos. Pode inclusive reduzir a pressão intraocular nas pessoas que sofrem de glaucoma.

Alimentos ricos em Vitamina C:

  • Couve crua;
  • Vegetais de folha verde;
  • Melões;
  • Tomate;
  • Frutas cítricas (como laranja, kiwi e tangerina);
  • Frutas vermelhas (morango, amora, cereja, framboesa).

Vitamina B2 (riboflavina)

A ingestão de Vitamina B2 ajuda o organismo a produzir mais energia, aumentando também a produção sanguínea. Um dos seus benefícios é prevenir doenças como a catarata.

Alimentos que possuem Vitamina B2:

  • Cereais;
  • Ovos;
  • Vegetais ;
  • Leite e derivados;
  • Pão enriquecido;
  • Feijão de soja;
  • Levedura de cerveja.

Luteína

Consumir vegetais e frutas com Luteína ajuda a prevenir a Degeneração Macular Relacionada a Idade (DMRI), além de proteger os olhos de lesões causadas pelos raios solares.

Alimentos com Luteína:

  • Chicória crua;
  • Ervilhas;
  • Vegetais de folhas verde crus;
  • Abóbora;
  • Espinafre;
  • Milho;
  • Brócolis.

Ômegas-3, 6 e 9

Os alimentos com ômegas são indicados para pessoas diagnosticadas com a síndrome do olho seco. Seus componentes ajudam a diminuir os sintomas de coceira e vermelhidão, sensibilidade à luz e sensação de ardência, pois hidratam os olhos. Além disso, podem frear o envelhecimento precoce,  protegendo também o globo ocular.

Quais alimentos possuem esses Ômegas:

  • Óleo de linhaça;
  • Azeite de oliva;

Mas não basta ter uma alimentação saudável rica em vitaminas essenciais para a saúde dos olhos. É fundamental se consultar com um médico oftalmologista periodicamente.


Dor de cabeça excessiva pode ser problema de visão?

dor de cabeca-problema visao

dor de cabeca-problema visao

Problemas de visão podem ocorrer, independentemente da faixa etária da pessoa. Há alguns sinais que indicam a presença de distúrbios oculares, como olhos vermelhos e irritação nas vistas, porém, há outros sintomas que muitas vezes, podem passar desapercebidos.

Uma dúvida comum, aliás, diz respeito a um destes sintomas: dor de cabeça excessiva. Seria este quadro, um indicativo de problemas de visão?

Visão e dor de cabeça: qual seria a relação?

Não são raros os casos onde um indivíduo passa meses, às vezes anos, travando uma batalha contra a dor de cabeça e lançando mão de comprimidos para a aliviar esta tensão.

Porém, é preciso investigar a fundo a causa desta dor, uma vez que o uso de comprimidos é apenas paliativo. A causa do problema pode ser exatamente um erro de refração, cujo uso de óculos de grau prescrito pelo médico oftalmologista, já resolveria a questão.

Doenças oculares que mais causam dores de cabeça

Há uma série de doenças oculares que provocam dores de cabeça de forma intensa e excessiva. Sendo assim, ao sentir dores, procure imediatamente o médico oftalmologista de sua confiança, para que ele possa fazer o diagnóstico exato e prescrever o tratamento adequado.

Dentre as principais doenças da visão que causam dores de cabeça, temos:

  • Miopia;
  • Astigmatismo;
  • Hipermetropia;
  • Presbiopia (a popular vista cansada);
  • Retinopatia;
  • Glaucoma, entre outras.

Um fato comum quando a dor de cabeça está relacionada com a presença de algum distúrbio ocular, é a manifestação de demais sintomas e desconfortos oculares, tais como:

  • Prurido nas pálpebras;
  • Lacrimejamento;
  • Vermelhidão dos olhos, etc.

Com o uso das lentes indicadas pela receita do oftalmologista, a correção do erro de refração é obtida e o paciente, via de regra, se livra da dor de cabeça que tanto o incomodava. Em algumas situações onde o uso de óculos e/ou lentes não é efetivo, indica-se também a cirurgia refrativa a laser.

Você sente dores de cabeça constantes? Se a resposta for sim, não perca mais tempo e marque agora mesmo uma consulta com seu médico.


A presbiopia é uma doença? É possível evitá-la?

Presbiopia-doenca

Uma rápida pergunta para você, leitor: para ler esta matéria do blog da Braslab, você precisa afastar a tela dos olhos? Se a resposta for positiva, fique atento: você pode ser vítima de presbiopia, popularmente conhecida como vista cansada.

Presbiopia-doenca

Seria a presbiopia uma doença? Há formas de prevenir este quadro? Por qual motivo a presbiopia ocorre? Como tratá-la? As respostas você acompanha a seguir, confira!

Presbiopia: o que é?

Ao contrário do que muitas pessoas acreditam, a presbiopia não se trata de uma doença. É uma resposta natural do organismo, que com o envelhecimento, agrava a capacidade, progressivamente, de enxergar objetos de perto.

O cristalino, nesta situação, perde sua flexibilidade devido ao avanço da idade, o que acarreta nesta perda de capacidade visual.

Este quadro é muito comum a partir dos 40 anos de idade, e os principais sintomas são:

  • Dificuldade para realizar uma leitura;
  • Fadiga ocular;
  • Dor de cabeça constante;
  • Necessidade de maior iluminação para realizar tarefas como leitura ou passar a linha no buraco de uma agulha, por exemplo, dentre outros.

Procurar ajuda especializada é essencial para que sua visão possa ser otimizada. A presbiopia não tem cura, porém, pode ser controlada, promovendo melhor qualidade de vida às pessoas.

Presbiopia: há como prevenir?

Em um primeiro momento, não há de fato como prevenir a presbiopia, uma vez que se trata de uma condição normal em nosso organismo, resultante do envelhecimento dos nossos olhos. Estudos apontam que a presbiopia ocorre em 90% das pessoas.

Tratamento para presbiopia

Quanto as formas de tratamento, podemos destacar:

  • Uso de óculos;
  • Lentes de contato;
  • Cirurgia refrativa.

Cada tipo de tratamento deve ser antes, avaliado e estudado, de acordo com cada caso e situação ocular do paciente.

Somente o médico especialista poderá orientar qual o tratamento ideal, daí a necessidade de ao sentir qualquer dificuldade na visão, agendar uma consulta com o oftalmologista.


Dificuldade para enxergar de perto, o que pode ser?

dificuldade-enxergar-perto

Já aconteceu com você de ter dificuldade para enxergar de perto? Abrir a caixa de um medicamento e não conseguir ler direito o que está escrito, ou folhear seu jornal pela manhã e sentir certa dificuldade em ler de perto?

dificuldade-enxergar-perto

Se você vai ao supermercado e ao pegar determinado produto, sente-se, até certo ponto, incapaz de ler claramente o que diz aquele rótulo, saiba que vários podem ser os motivos desta dificuldade para enxergar.

Veja quais podem ser estas causas e o que fazer para lidar melhor com o problema:

Dificuldade para enxergar de perto: já considerou ser hipermetropia?

Quando o olho se apresenta um pouco menor do que o usual, a imagem se forma atrás da retina, gerando erros refrativos, os quais denominamos hipermetropia.

Bem comum em crianças ainda em desenvolvimento, a hipermetropia pode persistir na idade adulta e merece seus cuidados.

Tratamentos como cirurgia a laser ou o uso de lentes corretivas, poderão ser indicados pelo médico oftalmologista.

Dificuldade para enxergar de perto: avanço da idade pode ser a causa

Outro fator que pode desencadear a dificuldade de enxergar de perto pode ser o passar dos anos, ou seja, a idade mais avançada.

A famosa “vista cansada”, comum em pessoas de mais idade, nada mais é do que o nome popular dado ao distúrbio da visão denominado presbiopia. Ela atinge as pessoas com mais de 40 anos e se caracteriza pelo famoso “afastar de jornais e revistas para longe dos olhos”, durante o ato da leitura.

Um tratamento eficaz e muito indicado neste sentido é a adoção de lentes corretivas de apoio.

Outras possíveis causas da dificuldade de se enxergar bem de perto são a retinopatia diabética e o deslocamento da retina.

Ambas as situações merecem sua preocupação. Ao sentir dificuldades em ler ou enxergar de perto, não espere e procure imediatamente seu médico oftalmologista.


Como diminuir o cansaço visual por uso do computador

cansaco-visual-computador

Meio responsável por facilitar nosso dia e nos trazer informações relevantes, seja nos estudos ou no trabalho, o computador em suas mais variadas facetas, desde tablets até notebooks e smartphones, ao ser muito utilizado, cansa as vistas dos usuários.

cansaco-visual-computador

Com o tempo é comum o desenvolvimento de problemas oculares, como por exemplo a síndrome do olho seco, vistas embaçadas, dentre outros distúrbios. Veja como diminuir o cansaço visual por uso do computador.

Alivie a rotina de estresse visual seguindo as dicas da Braslab

  • A cada hora trabalhada em frente ao computador, faça uma pausa de alguns minutos;
  • Feche os olhos durante alguns instantes, procurando relaxar;
  • Ajuste persianas a cortinas para evitar que a luz externa vá diretamente ao encontro da tela;
  • Ajuste a distância entre os olhos e o monitor em cerca de 50 e 70 cm;
  • Use ao máximo a iluminação natural. Para tanto procure formas de otimizar o espaço de trabalho neste sentido;
  • Contraste do monitor e também o brilho devem ser ajustados da melhor forma, com o intuito de não agredirem sua visão;
  • Use lentes especiais para bloquear a ação dos raios da luz azul.

Apresentando a HB Vision Blue Light UV

E já que falamos da necessidade de lentes especiais, nenhuma é tão adequada para diminuir o cansaço visual por uso do computador, do que a HB Vision Blue Light UV.

Ela foi especialmente concebida para esta necessidade que encontramos constantemente, que é preservar nossos olhos dos danos causados pelo longo período no qual a visão é exposta, mediante as telas.

A HB Vision Blue Light UV reduz a fadiga ocular oriunda da luz azul ultravioleta e dos raios UV.

Quer proteger seus olhos e garantir sua saúde visual? Então siga nossas dicas e pergunte ao seu oftalmologista sobre a HB Vision Blue Light UV.


Exame de fundo de olho pode detectar diversos tipos de doenças

exame-fundo-olho-doencas

Você conhece o exame de fundo de olho? E qual é a finalidade dele? A princípio o exame de fundo de olho avalia o disco óptico, os vasos sanguíneos e a mácula, região da retina responsável pela visão de detalhes.  Por meio do exame se pode identificar doenças que agridem a retina, fazendo com que a visão seja prejudicada.

exame-fundo-olho-doencas

Apesar do exame de fundo de olho ser realizado por um oftalmologista, através dele é possível efetuar diagnósticos de doenças diversas, como doenças crônicas, infecciosas, neurológicas, de sangue, além das do próprio olho.

Exame de fundo de olho pode detectar Diabetes e Hipertensão

Quando é possível detectar a diabetes ou a hipertensão através dos vasos sanguíneos e do nervo óptico dos olhos, significa que a doença está em um estágio avançado, neste caso o exame de fundo de olho não exerce a função de diagnosticar, mas sim como prevenção médica.

Vírus HIV pode ser identificado pela análise do fundo do olho

A AIDS pode ser identificada através do exame oftalmológico pela análise das veias, artérias e nervos da retina. Um problema nos olhos que atingem portadores do HIV, se trata de uma inflamação denominada uveíte, que se estabelece na íris, corpo ciliar e coroide. Os sintomas dessa inflamação é vermelhidão nos olhos, sensibilidade a luz e dor nos olhos. O avanço da inflamação pode implicar em no desenvolvimento do glaucoma, catarata, descolamento de retina, atrofia óptica, atrofia dos globos oculares e outras doenças nos olhos.

Leucemia e anemia

As doenças hematológicas (sanguíneas), como a leucemia e a anemia, podem apresentar hemorragias na retina em virtude da dilatação venosa. No caso de pacientes com leucemia, há possibilidade dos vasos sanguíneos serem afetados, assim escurecendo a visão ou até mesmo causando a perda da mesma.

Tumor cerebral

Seis nervos cranianos do ser humano são associados aos olhos, e os nervos oculares são diretamente ligados ao sistema nervoso central, levando em consideração a ligação direta e indireta dos olhos ao cérebro, o oftalmologista pode identificar alguma espécie de tumor na região cerebral. Um modo de detectar um tumor no cérebro, é por meio do mapeamento de retina, o qual o médico avalia o fundo do olho do paciente.

Você já havia pensado no quanto o exame oftalmológico pode contribuir com a sua saúde? Então para saber como está não apenas a sua saúde ocular, mas assim como do seu organismo, faça o seu exame.


Como enxergam os olhos humanos? Máquina russa pode ajudar a entendermos

como-enxergam-olhos

Um trabalho de pesquisa realizado por cientistas russos tem chamado a atenção das pessoas no mundo todo. Trata-se da concepção de uma máquina capaz de ajudar a entendermos melhor como os olhos humanos enxergam.

como-enxergam-olhos

Esta máquina, aliás, seria capaz de enxergar de forma similar aos humanos, sendo dotada de “órgãos visuais” próprios.

Yakov Kazanovich e Roman Borisyuk: a nova tecnologia de rede neural

Os principais nomes à frente do projeto são dos pesquisadores Yakov Kazanovich e Roman Borisyuk. De acordo com eles, boa parte das características da visão, bem como percepção e consciência, se configuram em elementos de imenso mistério, tanto para neurofisiologias quanto para psicólogos, por exemplo.

No entanto, com a nova tecnologia de rede neural, tais mistérios poderão finalmente ser revelados.

“Apresentamos um modelo de rede neural oscilante que pode explicar os tempos de reação em experimentos de pesquisa visual”, disseram os cientistas pesquisadores do Instituto de Problemas Matemáticos da Biologia da Academia Russa de Ciências

Sistemas mecânicos de visão foram criados por inúmeras empresas de TI

Também sabe-se que os sistemas de visão robotizados não são uma novidade russa. Grandes empresas ao redor do mundo já realizaram esforços neste sentido na última década.

Alguns destes sistemas criados por empresas de TI, aliás, se mostraram capazes inclusive de reconhecer e classificar objetos variados.

No entanto, a dúvida é como os humanos possuem a capacidade de classificar e reconhecer de forma automática, objetos que nunca vimos antes.

Ao que tudo indica, a chance de se criar sistemas de visão robotizados cada vez mais “naturais” está próxima.

E você, o que acha desta possibilidade?


5 fatos sobre a saúde ocular para ficar de olho durante a gravidez

saude-olhos-visao-gravidez

É muito comum que no momento da gestação a mulher leve em conta determinados cuidados e precauções referentes à sua saúde e a do bebê, porém, pouco se fala acerca da saúde ocular neste período.

saude-olhos-visao-gravidez

Na verdade, é imprescindível levar em conta a questão da saúde ocular durante a gravidez, uma vez que os desconfortos da visão podem ser uma constante na vida da mulher, devido uma série de fatores característicos desta fase.

Veja a seguir 5 fatos sobre a saúde ocular para ficar de olho durante a gravidez e como lidar melhor com esta situação.

  • Problemas mais comuns de saúde ocular na gravidez: Síndrome do Olho Seco

Devido as alterações hormonais características da gravidez, a produção de lágrimas diminui na ocasião da gestação. Sendo assim, quadros como Síndrome do Olho Seco acabam sendo comuns.

Vermelhidão nos olhos, irritação, visão turva e sensação de areia nos olhos são alguns sintomas, sendo que o tratamento implica na hidratação por meio de lágrimas artificiais.

  • Lentes de contato podem ocasionar lesões durante a gravidez: cuidado!

Contaminação nas lentes são mais propensas durante a gravidez, podendo levar a edema e úlcera na córnea, por exemplo.

  • Uso inadequado do colírio pode afetar a saúde do bebê

O colírio é um medicamento e chega até a corrente sanguínea. Se utilizado de forma indiscriminada, pode afetar o feto, sobretudo alguns colírios que possuem conservantes em sua fórmula.

O ideal é utilizá-lo somente o número de vezes indicado pelo seu médico oftalmologista (geralmente, no máximo 4 vezes).

  • A claridade pode ser um constante incômodo

Como as mudanças hormonais durante a gravidez alteram o grau da visão, é comum o desenvolvimento de quadros de fotofobia. O uso de lentes fotossensíveis é uma boa opção neste momento.

  • Retenção de líquido e o aumento de peso podem acarretar em alterações no grau

A espessura da córnea e seu formato podem ser modificados, devido o ganho de peso e líquido retido, alterando momentaneamente o grau da gestante.

Além de fazer o acompanhamento com o médico e o pré-natal, não deixe de lado as consultas com o oftalmologista. Tal cuidado será essencial para o conforto e bem-estar da gestante.